Terça, 18 de Junho de 2024 13:21
64 99648-7654
Geral Soja

Da sobra para a falta:

desafios da produção brasileira de soja Escrito por Compre Rural

28/05/2024 10h23
Por: Gideone Rosa Fonte: Compre Rural
O sobe e desce da soja
O sobe e desce da soja

Vários fatores levaram a uma desaceleração da soja brasileira; “o preço em especial da soja já vem em um processo de recuperação almejado por muitos produtores”, diz analista A safra brasileira de soja atual veio de uma perspectiva de sobra para a queda da produção da commodity. E, esse cenário totalmente oposto de produção ocorreu, principalmente, devido a questões climáticas. Esse assunto foi abordado no último sábado, 18 de maio, no 1º Agro em Debate: Reestruturação Financeira no Agronegócio. Realizado em foi realizado no em Goiânia, o evento contou com a participação de renomados especialistas, desde gestores de fazenda e analistas de mercado de grãos e boi até contadores e advogados. 

Organizado pelo escritório João Domingos Advogados Associados, parceria com a Associação Brasileira de Defesa do Agronegócio (ABDAGRO) e o Raphael Barra, da BR Fazendas, o evento teve como mote oferecer ao produtor rural ferramentas necessárias, estratégias de mercado e compartilhamento de vivências com outros profissionais do setor que enfrentam os mesmos desafios, para que juntos possam superar oscilações futuras no agronegócio.

Segundo Matheus Pátria, analista de mercado, produtor rural e fundador da Pátria Agronegócios, o preço em especial da soja já vem em um processo de recuperação almejado por muitos produtores. “Foi uma safra deficitária, o principal ponto de atenção é de que a safra brasileira iniciou com a perceptiva de que sobraria muito produto, aí tivemos problema de seca no Mato Grosso, problemas com a safra em Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo e agora recentemente com as quebras de produção no estado gaúcho fica cada vez mais nítido que não sobrará tanta soja como se era esperado, então o mercado já está em recuperação.

Matheus ainda diz que enxerga mais altas no curto prazo, só que infelizmente talvez não seja aqueles preços almejados de dois anos atrás quando a soja aqui no interior de Goiás batia próximo a R$ 180, no interior do Mato Grosso batia R$ 170 no base porto R$ 200 até R$ 215, então talvez se a grande parte dos produtores ficarem com os sentimentos de que esses preços voltaram a esses patamares recordes observados, porém não é o que mais se comporta no mercado.

“É uma safra em desaceleração, estamos readequando a receita total projetada está em queda, mas os custos também em franca redução, então poder ser que olhando para uma safra 2024/2025 possamos ter mais uma vez mais lucro, mesmo vendendo soja e milho mais barato, mas com uma formação de preço mais enxuta sobraria mais dinheiro no bolso do produtor”, enfatizou.

Leia mais: Compre Rural

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
AgroNegócio
Sobre AgroNegócio
Aqui você vai encontrar notícias e artigos dos mais renomados comentaristas e gente do agro falando sobre o tema.
Jataí, GO
Atualizado às 11h03
26°
Tempo limpo

Mín. 13° Máx. 28°

25° Sensação
3.85 km/h Vento
26% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (19/06)

Mín. 15° Máx. 30°

Tempo limpo
Amanhã (20/06)

Mín. 16° Máx. 31°

Tempo limpo
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias