Sexta, 27 de Maio de 2022
20°

Tempo aberto

Jataí - GO

Dólar
R$ 4,73
0%
Euro
R$ 5,08
0%
Peso argentino
R$ 0,04
-0.071%
Bitcoin
R$ 144,175,80
-0.089%
Bovespa
111,941,68 pontos
+0.05%
Geral Gatunos

OPERAÇÃO ENERGIA LEGAL, DA ENEL GOIÁS, IDENTIFICA 64 FURTOS DE ENERGIA EM GOIÂNIA

Operativos foram realizados na semana passada nos bairros Conjunto Vera Cruz 1 e 2 e Jardim do Cerrado 4.

25/04/2022 às 10h35
Por: Gideone Rosa Fonte: Enel/Goiás Press
Compartilhe:
Ao todo, a companhia inspecionou 279 pontos com suspeitas de irregularidades nos quatro dias de evento.
Ao todo, a companhia inspecionou 279 pontos com suspeitas de irregularidades nos quatro dias de evento.

Em parceria com as polícias Militar e Técnico Científica, cinco pessoas foram presas em flagrante pelo crime de furto de energia.

Goiânia, abril de 2022 – A operação Energia Legal, realizada pela Enel Distribuição Goiás, em parceria com a Polícia Militar e Polícia Técnico Científica, identificou 64 furtos de energia em residências e comércios dos bairros Conjunto Vera Cruz 1 e 2 e Jardim do Cerrado 4, em Goiânia, na semana passada. Além das ligações clandestinas, ou seja, locais conectados direto na rede, sem nenhum tipo de medição, a companhia também verificou 57 pontos com medidores com suspeita e/ou comprovação de irregularidade. Nesses casos, os clientes foram notificados e os equipamentos substituídos, colocados em embalagem especial lacrada, e enviados para análise em laboratório. Além disso, cinco pessoas foram presas em flagrante pelo crime de furto de energia, previsto no Código Penal Brasileiro.

Ao todo, a companhia inspecionou 279 pontos com suspeitas de irregularidades nos quatro dias de evento. Para o responsável por Operações de Combate ao Furto de Energia da Enel Goiás, Leonardo Pacheco, a primeira edição do projeto teve ótimos resultados. “Dos 64 pontos de furto de energia retirados, 30 pessoas nos procuraram ainda durante o operativo para solicitar uma ligação nova e se regularizar. Isso demonstra a efetividade de realizarmos ações conjuntas para retirar os clandestinos e levar atendimento e serviços para mais próximo dessas comunidades”, completa. 

Durante o evento, a companhia também ofereceu diversos serviços para os moradores da região por meio de uma Loja de Atendimento Móvel. Nos quatro dias, foram realizados 338 atendimentos, entre pedidos de cadastro na Tarifa Social, ligações novas, atualizações cadastrais, emissão de segunda via, negociações de débitos e trocas de titularidades. Adicionalmente, a equipe de atendimento recebeu diversos pedidos de informações e tirou dúvidas.

A distribuidora realizou, ainda, a troca de lâmpadas antigas, incandescentes ou fluorescentes, por lâmpadas LED, que tem alta durabilidade e baixo consumo de energia. Ao todo, 247 clientes participaram da ação, trocando 421 lâmpadas. As unidades recolhidas são descartadas de forma correta pela companhia. Agentes da empresa também aplicaram 74 pesquisas socioeconômicas com voluntários, que identificam pessoas em situação de vulnerabilidade social e podem se encaixar em algum outro projeto social da companhia, como a troca de geladeiras velhas por outras novas e eficientes, por exemplo. 

Outra ação realizada durante o Energia Legal foi o projeto Colorindo Com Energia, que consiste no grafite em muros das comunidades onde os operativos estão sendo realizados, reforçando, de forma mais lúdica, a mensagem dos riscos e malefícios do furto de energia. Nesta primeira edição, os grafiteiros escolhidos foram os artistas goianos da Grafirma, que deixaram suas artes na Escola Municipal Laurindo Sobreira do Amaral, no Conjunto Vera Cruz 2, e na Unidade Básica de Saúde do Jardim do Cerrado 4. “Agregar o Colorindo ao Energia Legal nos ajuda a levar nossa mensagem para todos os públicos, inclusive crianças e adolescentes. Usamos o Juca Energia, personagem criado para dar dicas de segurança para a população, para que ele também traga a mensagem de como é perigoso realizar uma ligação clandestina e de que forma isso pode prejudicar toda a comunidade”, explica Leonardo Pacheco. 

Combate ao furto de energia

Leonardo Pacheco destaca que além de ser crime, com pena prevista de um a oito anos de reclusão, o furto de energia, popularmente conhecido como “gato”, prejudica diretamente a qualidade do fornecimento de energia e põe em risco a segurança da população, podendo causar graves acidentes, principalmente com as pessoas que manipulam a rede elétrica sem a capacitação adequada e os devidos cuidados.

“As ligações irregulares sobrecarregam a rede elétrica e podem causar curtos-circuitos, ocasionando interrupções no fornecimento de energia e prejudicando a qualidade do serviço inclusive para os clientes regulares da companhia. Além de crime, as fraudes e furtos contribuem para elevar o valor da conta de luz para todos os consumidores. Isso ocorre porque a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) reconhece nas tarifas uma parte das chamadas “perdas comerciais”, como são denominados tecnicamente os furtos e as fraudes no jargão do setor elétrico”, completa. 

Ao longo do ano de 2021, a Enel Goiás promoveu 214 mil inspeções em unidades consumidoras, entre residências, comércios e indústrias, com suspeitas de fraudes em Goiás. Destas, cerca de 56 mil apresentaram alguma irregularidade e foram regularizadas após inspeção da companhia. Como fruto deste trabalho, a distribuidora recuperou um volume de energia de 58 Gigawatt-hora (GWh), que seria suficiente para atender, por exemplo, um município com 30 mil unidades consumidoras com consumo médio de 150 kWh por um ano. Os municípios com maior índice de irregularidades identificadas em 2021 foram Caldas Novas, Itumbiara e Rio verde, que representam 12% do volume total de fraudes identificadas no sistema de medição ou rede elétrica.

Denúncias

Os clientes da Enel Distribuição Goiás podem denunciar o furto de energia pelo Call Center 0800 062 0196 ou pelo site da companhia, digitando ‘denúncia fiscalização Enel’ na busca do navegador ou pelo link https://www.eneldistribuicao.com.br/EnelGO/AgenciaGO/Servi%C3%A7os/comum/DenunciaFiscalizacao.aspx. Não é necessário se identificar.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias