Sexta, 27 de Maio de 2022
19°

Tempo aberto

Jataí - GO

Dólar
R$ 4,73
0%
Euro
R$ 5,08
0%
Peso argentino
R$ 0,04
-0.071%
Bitcoin
R$ 143,740,49
-0.391%
Bovespa
111,941,68 pontos
+0.05%
Geral Crime perfeito

Como Cometer Um Crime Perfeito

Este é o sonho da maioria das pessoas.

25/04/2022 às 10h17 Atualizada em 25/04/2022 às 10h26
Por: Gideone Rosa Fonte: Stephen Kanitz
Compartilhe:
Foto: Divulgação/Editorial
Foto: Divulgação/Editorial

Por Stephen Kanitz

Todo mundo já sonhou dar um golpe na vida, um golpe tão perfeito que você nunca será pego ou detectado.

Hollywood está cheio de filmes neste sentido e as dicas para cometer um crime perfeito, segundo Hollywood, normalmente são estas: 

1. Se disfarçar de outro, que pela lógica, será o preso.

2. Matar todos os seus companheiros, para não correr o risco de delação.

3. Fugir para o Brasil, que não tem tratado de extradição, como fez o italiano Cesare Battisti. 

Mas o melhor filme e a melhor dica foi "Golpe de Mestre", com Robert Redford. 

O segredo é roubar dinheiro de forma que a vítima não saiba que foi roubada.

Aí, ninguém vai investigar o crime, nenhum policial vai correr atrás.

No filme, um grande apostador de cavalos acha que perdeu uma aposta, não que tenha sido roubado.

No Brasil, temos muitas formas deste tipo de golpe. 

O maior deles, e que já chega a uns 5 trilhões, chama-se INSS.

Todo mês você "contribui" para a sua aposentadoria com mais ou menos 30% do seu salário, você e seu empregador.

O dinheiro é descontado em folha e do bolso dos empregados, e é depositado no INSS.

Lá você imagina que o dinheiro é guardado, investido, reinvestido por 30 anos, para que o INSS tenha de fato o dinheiro necessário para pagar a aposentadoria prometida.

Só que não é isto que acontece.

Os 5 trilhões que foram "contribuídos" nos últimos 29 anos, não está lá.

Mas isto é mantido em segredo e se tornou um Golpe de Mestre. 

Aí vem a pergunta. Então como os aposentados de hoje estão recebendo suas aposentadorias, se o dinheiro que eles contribuíram sumiu? 

Caro leitor, isto vou deixar você descobrir por si, mas basta pensar um pouco.

Os dados necessários eu já coloquei acima. (Dica: 30%)

A venda de Títulos do Governo Brasileiro (e da Grécia, por sinal), é um outro Golpe de Mestre.

Você aplica R$ 100.000,00 em um Título Público.

Provavelmente você acha que seus R$ 100.000,00 serão investidos em algum projeto público rentável que garanta o pagamento dos 10% ao ano que lhe pagam.

Senão, vão te pagar como? 

Inclusive o investimento que o governo fez com seu dinheiro, deverá render muito mais do que 10%, para poder lhe devolver todos os R$ 1.000.000.000.000,00 que tomaram emprestado. 

Acontece que este é outro Golpe de Mestre, porque o Governo não tem estes R$ 1 trilhão de investimentos feitos.

Senão não faltaria aeroporto, estradas, energia elétrica e portos para escoar a nossa produção. 

Só que este fato é mantido em segredo.

Enquanto que no Capitalismo Democrático, todo mundo cuida bem do seu dinheiro. No Capitalismo de Estado quem cuida do seu dinheiro são "os outros"

Agora vem a horrível pergunta.

Se estes investimentos não foram feitos e portanto não geram renda para o Estado, como Tesouro e o Banco Central pagam todo ano 10% de juros? 

Isto vou deixar você caro leitor descobrir por si, e basta pensar um pouco.

Os dados necessários eu já coloquei acima. (Dica: R$ 100.000,00)

Até aqui já somamos um Golpe no total de R$ 6 trilhões, e eu poderia continuar com FGTS, PIS, COFINS etc, mas vou parar por aqui. 

Robert Redford roubou US$ 54.000 e nunca foi pego, o crime do filme nunca foi noticiado. 

Mas, ensinou para muita gente o segredo do crime. 

Montar um esquema onde a vítima nem sabe que o dinheiro sumiu.

O autor

G1 > Economia e Negócios - NOTÍCIAS - Especialista defende tese de que não há crise no Brasil STEPHEN KANITZ (foto) é consultor de empresas e conferencista, vem realizando seminários em grandes empresas no Brasil e no exterior. Já realizou mais de 500 palestras nos últimos 10 anos.

Mestre em Administração de Empresas pela Harvard University, foi professor Titular da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo.

Clique aqui e saiba mais sobre o autor

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias