Quinta, 20 de Janeiro de 2022
25°

Poucas nuvens

Jataí - GO

Dólar
R$ 5,44
0%
Euro
R$ 6,15
0%
Peso argentino
R$ 0,05
+0.011%
Bitcoin
R$ 235,914,05
-3.578%
Bovespa
109,108,04 pontos
+1.01%
Geral Internado

Bolsonaro novamente no hospital

Bolsonaro volta de SC, desembarca em SP e é levado a hospital com suspeita de nova obstrução intestinal

03/01/2022 às 08h43
Por: Gideone Rosa Fonte: G1
Compartilhe:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Presidente relatou dores abdominais.

Médico que operou Bolsonaro após facada está no exterior e aguarda voo para retornar ao Brasil e avaliar quadro.

Por Mariana Queiroz e Anaísa Catucci, GloboNews e g1 SC

O presidente Jair Bolsonaro foi levado na madrugada desta segunda-feira (3) para o Hospital Vila Nova Star, na Vila Nova Conceição, Zona Sul de São Paulo. A suspeita, segundo sua equipe médica, é que ele esteja com uma nova obstrução intestinal.

De acordo com a Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom), o presidente sentiu um desconforto abdominal e foi até a unidade de saúde para exames. Em nota nesta manhã, a pasta informou que o presidente passa bem.

A nota informou ainda que maiores detalhes sobre o estado de saúde do presidente serão divulgados em boletim médico.

Bolsonaro desembarcou em São Paulo por volta de 1h30, após deixar o litoral de Santa Catarina, onde passou a virada do ano. Ele deixou o Forte Marechal Luz, em São Francisco do Sul (SC), à meia-noite de domingo (2), a bordo de helicóptero da Força Aérea Brasileira (FAB), e seguiu até Joinville (SC), onde embarcou para São Paulo.

O médico Antônio Luiz Macedo, que operou Bolsonaro após a facada em setembro de 2018 e acompanha a evolução do caso desde então, informou que a comitiva relatou que o presidente sente dores abdominais e, por isso, foi levado ao hospital. Macedo, no entanto, não acredita que seja necessário Bolsonaro passar por cirurgia.

O médico está nas Bahamas e espera um avião para voltar ao Brasil para avaliar o quadro do presidente.

A agenda de Bolsonaro não prevê compromissos nesta segunda e nem terça-feira (4).

Desde que foi vítima de uma facada durante a campanha eleitoral de 2018, Bolsonaro já passou por quatro cirurgias em decorrência do episódio. Ele também passou por outros dois procedimentos não relacionados ao ferimento: a retirada de um cálculo na bexiga e uma vasectomia. Em julho, ele precisou ser hospitalizado devido a soluços persistentes. 

 (Veja histórico de cirurgias de Bolsonaro)

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias