Quinta, 20 de Janeiro de 2022
24°

Poucas nuvens

Jataí - GO

Dólar
R$ 5,44
0%
Euro
R$ 6,15
0%
Peso argentino
R$ 0,05
+0.011%
Bitcoin
R$ 234,770,66
-4.046%
Bovespa
109,108,04 pontos
+1.01%
Geral Sentenciado

Município de Rio Verde é condenado a custear exames para criança que sofre de atraso cognitivo

O prazo é de 15 dias para quê exames sejam realizados em bebê que nasceu prematuro e sofre de atraso no desenvolvimento cognitivo e motor, além de ter perdido a audição e visão

01/12/2021 às 10h05 Atualizada em 01/12/2021 às 10h13
Por: Gideone Rosa Fonte: Jornal Opção/JN
Compartilhe:
Na sentença o o juiz Márcio Morrone Xavier determinou que o benefício fosse fornecido, no prazo de 15 dias, pelo município de Rio Verde.
Na sentença o o juiz Márcio Morrone Xavier determinou que o benefício fosse fornecido, no prazo de 15 dias, pelo município de Rio Verde.

Por Acaray Martins 

Uma criança recém-nascida poderá realizar exames de Ressonância Magnética de Crânio, Bera e Eletroencefalograma. O pedido foi acatado pelo juiz Márcio Morrone Xavier, titular da Vara das Fazendas Públicas, Registros Públicos e Ambiental, da comarca de Rio Verde, que na sentença determinou que o benefício fosse fornecido, no prazo de 15 dias, pelo município de Rio Verde. 

No processo, a mãe da criança disse que ente público se negou a realizar o procedimento na bebê, que nasceu prematuro e sofre de atraso no desenvolvimento cognitivo e motor, além de ter perdido a audição, visão e mastigação, por ter permanecido por quatro meses internado em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal. 

Ao analisar o processo, o magistrado entendeu que a demora na realização dos exames poderia ser crucial para a vida dela ao deixar de utilizar o medicamento indicado pelo médico. Ressaltou ainda que a saúde é direito de todos e dever do Estado, portanto, deve o benefício ser disponibilizado à recém-nascida, uma vez que a negativa causa redução de risco e de outros agravos. 

Fonte: Jornal Opção

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias