Sábado, 25 de Setembro de 2021
29°

Pancada de chuva

Jataí - GO

Dólar
R$ 5,33
0%
Euro
R$ 6,25
-0.001%
Peso argentino
R$ 0,05
+0.049%
Bitcoin
R$ 268,773,25
+2.269%
Bovespa
113,282,67 pontos
-0.69%
Geral Etanol na usina

Maior parte das usinas não deve adotar venda direta aos postos, afirma Fitch

Para agência de classificação de risco, a medida provisória irá causar pouco impacto no preço do etanol nas bombas

06/09/2021 às 11h07
Por: Gideone Rosa Fonte: NovaCana
Compartilhe:
Foto: Divulgação / Unidade da Raízen em Jataí Goiás.
Foto: Divulgação / Unidade da Raízen em Jataí Goiás.

Lucas Vasconcelos – NovaCana

Com a entrada em vigor da medida provisória que possibilita a venda direta do etanol aos postos, a expectativa do governo é que ocorra uma diminuição nos preços do biocombustível. Porém, de acordo com Fitch Ratings, isso não irá acontecer e a maioria das empresas sucroenergéticas não deve adotar a nova possibilidade de comercialização.

A agência de classificação de risco afirma em nota que o novo processo de comercialização não deve afetar as companhias avaliadas. “O impacto da nova regra sobre os preços na bomba e sobre as margens dos produtores será irrelevante para os indicadores de crédito dos emissores”, coloca.

Segundo a Fitch, além de ser opcional, a atuação na nova regra exigiria investimentos em logística e seria um desafio para o capital de giro.

“Os distribuidores são responsáveis por uma parte relevante do armazenamento de etanol durante a safra e a entressafra”, observa e complementa: “Normalmente, as margens das distribuidoras de combustíveis são baixas e sua grande escala beneficia a cadeia de abastecimento, mas ganhos de margem em logística podem ser anulados por impostos mais altos”.

Para a Fitch, empresas como FS Agrisolutions e a São Martinho teriam o desafio logístico de fragmentar as vendas. Já companhias localizadas longe dos maiores mercados consumidores do Sudeste, como a própria FS e a Jalles Machado, teriam ganhos menores com as vendas diretas de etanol. Além disso, embora esteja localizada em São Paulo, a Zilor não deve se beneficiar da medida, pois a companhia vende toda a sua produção de combustível à Copersucar.

“Eventuais ganhos de margem seriam ofuscados por um cenário no qual os produtores já se beneficiam da recuperação da demanda e dos preços elevados dos combustíveis”, afirma.

Outro ponto levantado pela Fitch é a implicação sobre o programa RenovaBio. De acordo com a nota, a venda direta iria limitar os ganhos das usinas de etanol com a venda de créditos de descarbonização (CBios), já que os títulos são emitidos com base nas vendas a distribuidoras.

Ainda segundo a agência, a combinação de preços elevados do petróleo e a desvalorização do real em um mercado com forte concorrência irá manter o preço do etanol neste ano. “As vendas de combustíveis devem melhorar um dígito alto em 2021, devido a uma projeção de aumento de 5% do Produto Interno Bruto (PIB) e à aceleração da vacinação contra o coronavírus”, projeta.

Especificamente, a estimativa é que a Raízen venda 26,5 bilhões de litros de combustível no ano fiscal que terminará em 31 de março de 2022, ante 24,4 bilhões de litros no período anterior.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
AgroNegócio
AgroNegócio
Sobre Aqui você vai encontrar notícias e artigos dos mais renomados comentaristas e gente do agro falando sobre o tema.
Jataí - GO Atualizado às 13h00 - Fonte: ClimaTempo
29°
Pancada de chuva

Mín. 19° Máx. 35°

Dom 33°C 19°C
Seg 33°C 20°C
Ter 34°C 22°C
Qua 35°C 21°C
Qui 35°C 18°C
Anúncio
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias