Esporte

sexta-feira, 18 de dezembro de 2020

Nova pesquisa aponta público muito satisfeito com Pix; 81% confiam na segurança do serviço

Foto: Divulgação

Entrevistados pela Toluna responderam sobre o novo meio de pagamento e seu uso durante o primeiro mês do serviço.

Uma pesquisa da Toluna, empresa que fornece insights em tempo real sobre os consumidores, em parceria com a FGVcef - Centro de Estudos em Finanças da FGV/SP, realizada com 831 pessoas de todas as regiões do Brasil constatou que 56% dos entrevistados estão muito satisfeitos com o PIX, o novo serviço do Banco Central e oferecido pelos bancos brasileiros. 31% dos entrevistados consideram o serviço satisfatório, 9% são indiferentes e 3% consideram o PIX pouco ou nada satisfatório. 

O lançamento do PIX foi promovido como a modernização das transferências e pagamentos bancários. Os entrevistados foram questionados em quais bancos cadastraram suas chaves PIX. 25% cadastraram na Caixa Econômica Federal e 25% cadastraram no Nubank. Já 16% cadastraram suas chaves no Itaú, 15% no Banco do Brasil, 13% no Bradesco, 10% no Santander e 9% no Inter.

Os entrevistados que estão usando o PIX foram questionados sobre a quantidade de transferências feitas e recebidas através do serviço: 59% fizeram uma transferência e 58% receberam uma transferência, 67% fizeram entre 2 e 4 transferências e 57% receberam 2 ou 4 transferências, 62% fizeram entre 5 e 7 transferências e 53% receberam 5 e 7 transferências, 60% fizeram 8 ou mais transferências e 56% receberam 8 ou mais transferências. 

81% dos entrevistados classificaram o PIX como seguro no cadastro e usabilidade, já 19% não consideram o serviço seguro. 88% classificaram como prático o tempo de cadastramento e uso do PIX e 88% consideram o PIX como inovador frente às outras opções oferecidas pelos bancos. 

Uma das facilidades do PIX é a liberdade de transferências e recebimentos 24 horas por dia, 7 dias por semana. Os entrevistados foram questionados sobre seus hábitos de uso do serviço: 63% usam o PIX durante e fora do expediente bancário, 15% usam mais fora do horário bancário, 9% usam durante o expediente bancário e 12% não usam em nenhum caso. 

O PIX oferece a possibilidade de cadastramento de CPF, e-mail e celular para identificação dos seus dados bancários, podendo também criar uma chave aleatória sem precisar colocar seus dados, além de um QR Code para leitura nos apps do banco. Os entrevistados foram questionados sobre seu uso e 93% usam uma das chaves e 32% usam o QR Code. Ainda assim, foi visto que o QR Code ainda é pouco conhecido pelos usuários do PIX.

A pesquisa da Toluna foi realizada entre os dias 3 e 7 de dezembro de 2020, com 831 pessoas das classes A, B e C, segundo critério de classificação de classes utilizado pela Abep – Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa, onde pessoas da classe C2 tem renda média domiciliar de R$ 4.500 por mês. Estudo feito com pessoas acima de 18 anos, de todas as regiões brasileiras, com 3 pontos percentuais de margem de erro e 95% de margem de confiança.

Fonte: Toluna para  o JN

Nenhum comentário: