Esporte

quarta-feira, 30 de dezembro de 2020

Espaços públicos utilizados indiscriminadamente pela iniciativa privada

Foto: Reprodução / Sebrae Minas
É como se fosse uma extensão da empresa.

É notório o uso de espaços públicos por essas empresas dos mais variados ramos de atividade em nossa cidade.

Como se isso não bastasse agora tem a anuência da Câmara Municipal dessa legislatura que está terminando. O projeto foi aprovado dando aval para essa ocupação indiscriminada pelas empresas usando como desculpa o que acontece em outros países.

O que não foi citado é que nesses países onde a criação dos Parklets é uma parceira público privada como área de descanso e distração dos pedestres e não como uso por parte de empresas com exploração comercial, ou seja, como extensão de suas atividades econômicas. 

"Muitos desses projetos são instalados em frente a locais com muito movimento, como bares, por exemplo. No entanto, não é permitido que haja atividades comerciais nos parklets. Os clientes podem se sentar e consumir produtos, mas não podem ser atendidos lá. Ainda assim, o comércio ganha em fluxo de pessoas. ...Atividades comerciais e propagandas ficam proibidas dentro do parklet. Outro detalhe é que o acesso é livre para quem quiser aproveitar, sendo proibido vetar a entrada de qualquer pessoa."  Sebrae Minas

Abaixo nota da Câmara Municipal a respeito da aprovação do  projeto.

Thiago: projeto regulamenta implantação de parklets

Áreas de convivência poderão ser instaladas em espaços contíguos às calçadas

A Câmara aprovou projeto do vereador Thiago Maggioni que regulamenta a instalação e o uso de extensão temporária de passeio público, denominada parklet. Os parklets são áreas contíguas às calçadas, onde são construídas estruturas a fim de criar espaços de lazer e convívio onde anteriormente havia vagas de estacionamento de carros. 

“Os primeiros parklets foram construídos em San Francisco (EUA), buscando-se criar ambientes mais amigáveis para pedestres e ciclistas”, informa o parlamentar. “Enquanto o carro passa a maior parte do dia estacionado, no mesmo período o espaço por ele ocupado pode ser utilizado por um grande número de pessoas. Para mudar esse paradigma, é preciso pensar formas alternativas de uso do espaço público. 

Essa reflexão começa na escala da própria rua, equilibrando a distribuição dos espaços e melhorando a convivência entre todos. A regulamentação da implantação de parklets busca humanizar e democratizar o uso da rua, tornando-a mais atrativa e convidativa, e provocando uma reflexão sobre a cidade que queremos habitar”.

Ler mais sobre o tema

No link abaixo o Sebrae Minas coloca informações e necessidades básicas de como como construir e as funções de Parklets:

https://inovacaosebraeminas.com.br/parklets-entenda-essa-febre/

Nenhum comentário: