Esporte

sexta-feira, 30 de outubro de 2020

Euro Dicas investiga: Como funciona o consumo de energia em Portugal?

Foto: Divulgação
Olá, leitor (a)

No mês passado iniciamos nossa série investigativa sobre como funciona a energia em Portugal.

Eu havia comentado que existe uma grande variedade de empresas fornecedoras de energia e gás no país, e que cada uma tem vantagens e desvantagens. Na nossa avaliação, a que se destacou em qualidade do serviço, custo-benefício e sustentabilidade foi a Goldenergy.

Outra coisa que falei, foi sobre a leitura mensal da energia. Quando morava no Brasil (MG), todo mês um funcionário da CEMIG batia na porta da minha casa para fazer a leitura do relógio e a única coisa que eu deveria me preocupar era pagar o boleto. Pois bem, aqui em Portugal isso mudou e até eu descobrir como funcionava, demorou. 

Minha experiência com a energia

Eu mudei para Portugal no mês de setembro e aluguei um quarto em uma casa com outras quatro pessoas. Nós tínhamos um relógio (contador como diz aqui) de energia automático. Logo, não enviávamos a leitura mensal.

De setembro a dezembro, costumávamos pagar cerca de 100€ de energia por mês. No meio de dezembro, recebemos a visita de uma funcionária da nossa empresa de energia para fazer uma leitura do relógio. Achamos entranho, uma vez que era automático, mas tudo bem. Deixamos a mulher fazer o trabalho dela.

Quando chegou a conta de janeiro, meu Deus, levamos um susto! A conta acusava 240€. 😱

Mas afinal, como é feita essa leitura?

Diante dessa conta, comecei a pesquisar e entender como funcionava a energia em Portugal.

Descobri que para as pessoas que não enviam a leitura mensal e deixam no automático, o que é feito todo mês é apenas uma estimativa do seu consumo. Por isso, essa visitinha de um funcionário acontece de tempos em tempos. Ela serve para fazer um reajuste.

Não entendeu? Deixa eu explicar melhor.

Se você gastou menos KWs do que a estimativa durante os meses da leitura automática, ótimo! Você recebe um crédito que será utilizado para contas futuras. No entanto, se você gastar mais KWs durante esses meses (o que aconteceu comigo), terá que pagar por esse excedente. E é aí que a gente quase infarta quando se depara com uma conta tão alta.

Por isso, para evitar esse tipo de surpresa eu recomento que você aprenda a medir corretamente o seu consumo e envie sua leitura mensalmente, independente do seu relógio ser automático.

Não gostou da empresa que contratou?

Outra coisa que deu um nó na minha cabeça foi com relação aos diferentes tipos de planos que as empresas oferecem, onde as tarifas podem variar de acordo coma sua própria rotina. 

Hoje, quando me perguntam sobre como funciona a energia em Portugal, eu sempre recomendo pesquisar bastante cada uma das empresas e os planos disponíveis. Se por um acaso, você contratar uma empresa e não gostar do serviço é só mudar de fornecedor.

Graças a essa livre concorrência que tem por aqui, não ficamos como reféns de um serviço ruim. Se quiser saber mais, leia nosso artigo Mudar de fornecedor de energia em Portugal vale a pena?

Espero que tenha gostado dessas dicas!

Um abraço!





Lívia Tostes / Gestora de Comunidade

Euro Dicas

Nenhum comentário: