Seja sensato, fique em casa

Seja prudente


sábado, 9 de maio de 2020

Alego aprova repasse de R$ 351 milhões para o Fundo Estadual de Saúde

Foto: Ruber Couto
De acordo com o presidente da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), o montante de R$ 351.588.281,72 será destinado para o custeio dos hospitais de campanha instalados em Goiás para o tratamento da Covid-19

Sob o comando do presidente Lissauer Vieira (PSB), o plenário da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) aprovou na sessão ordinária remota desta quinta-feira, 07, em segunda votação e por unanimidade, o projeto de lei de nº 2165/20, oriundo da Governadoria, que autoriza a abertura de quatro créditos extraordinários no valor de R$ 351 milhões ao Fundo Estadual de Saúde (FES). Os recursos serão destinados às despesas da Secretaria de Estado da Saúde (SES) relacionadas às ações de prevenção e combate à pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

De acordo com o chefe do Poder Legislativo, os valores visam auxiliar todo o custeio referente ao enfrentamento da Covid-19 no Estado. Segundo ele, o montante será aplicado, especialmente, nos hospitais de campanha instalados em Goiás para o tratamento da doença. “É uma medida extremamente necessária nesse momento para atender toda a estrutura de saúde montada para o combate do coronavírus. Além da compra de equipamentos hospitalares e testes rápidos, esse recurso será destinado, principalmente, para os hospitais de campanha dos municípios de Itumbiara, Luziânia, Jataí, Formosa, São Luís de Montes Belos, Águas Lindas de Goiás, Anápolis, Goiânia e Porangatu”, explicou o presidente da Alego.

Lissauer falou ainda sobre a celeridade na tramitação da matéria, destacando também a sensibilidade dos demais parlamentares para a aprovação do projeto. “Nós precisávamos dar uma celeridade maior nessa matéria e através do empenho e a sensibilidade de todos os deputados conseguimos aprovar na sessão remota desta tarde. Ainda hoje levaremos o texto pessoalmente ao governador Ronaldo Caiado para que ele sancione essa lei e transfira esse recurso o quanto antes para o Fundo Estadual de Saúde”, ressaltou.

Sobre o projeto, o governador Ronaldo Caiado afirmou que não há dúvida de que a gravidade da emergência causada pela covid-19 exige a concretização enfática da proteção à saúde pública, e que o seu propósito, com a destinação dos recursos, é minimizar os reflexos da pandemia, que, segundo ele, são extremamente danosos. “Assim, concentro esforços em adotar medidas de melhoria da prestação de ações e serviços públicos de saúde em Goiás”, afirmou.


Nenhum comentário: