Esporte

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2020

Jataí, uma cidade sem planejamento arbóreo

/ Foto: Divulgação

Nossa cidade é um desarranjo de arborização
É fato que Jataí vive um desarranjo com relação ao verde em nossas ruas e praças, e não é de hoje. A tempos que não se pratica projetos nesse sentido, sendo o último dessa natureza quando a administração estava nas mãos do então falecido prefeito Mauro Antonio Bento, o qual não foi feliz no projeto devido às espécies plantadas, eram árvores (figos) extremamente agressivas.

Em um projeto dessa natureza se faz necessário um planejamento minucioso levando em consideração largura das calçadas, rede elétrica e principalmente a espécie a ser plantada. 

Jataí é uma cidade que atualmente não tem na prática um projeto de arborização "obrigando" os amantes da natureza, do verde, a fazer com as próprias mãos que a cidade seja um lugar com mais sombras e agradável, por conta disso alguns erros são cometidos por falta de conhecimento de como se proceder.

Porém graças a iniciativa da vereadora e presidente da Câmara Municipal de Jataí, Kátia Carvalho, (foto) algo nesse sentido pode começar a ser praticado, ela sugeriu ao executivo um Plano Municipal de Arborização Urbana.

A vereadora solicitou à prefeitura a criação do Plano Municipal de Arborização Urbana. O objetivo é implantar verdadeiras florestas urbanas, contribuindo para o estabelecimento de microclimas e reduzindo a temperatura nas ruas, de forma a diminuir a amplificação do calor irradiado por calçadas e edifícios. 

“Com o plano, nosso município terá uma gestão que planeje o plantio de árvores de forma ordenada, e a população terá um direcionamento de quais espécies podem ser plantadas”, informou ela. “As árvores proporcionam saúde física e mental; sombra; amenizam a temperatura; aumentam a umidade relativa do ar; amenizam a poluição sonora; melhoram a qualidade do ar e aumentam a vida útil do asfalto”.

Nenhum comentário: