quinta-feira, 2 de janeiro de 2020

Inscrições para CNH Social terminam neste sábado (4)

Ocorre até o próximo sábado, dia 4, o período de inscrições para o programa CNH Social do Detran Goiás. 

Estão sendo oferecidas 2010 vagas, sendo 670 para cada modalidade (CNH Social Estudantil, CNH Social Urbana, CNH Social Rural). Quem for contemplado não terá nenhum custo para obter a primeira Carteira Nacional de Habilitação categorias A (motocicleta), B(automóvel), bem como a adição das categorias A ou B e a mudança de B para D (ônibus e micro-ônibus).

Milhares de pessoas já se inscreveram. 40% das vagas são para Goiânia e demais municípios da região metropolitana e o restante para demais cidades do interior do estado. As inscrições devem ser feitas no site detran.go.gov.br. O candidato deve acessar o site munido dos documentos pessoais e inserir as informações. Num segundo momento deve apresentar as informações ao DETRAN.

Os selecionados terão isenção de taxas do Detran (Inclusão do Renach), Licença de Aprendizagem, agendamento de provas teórica e prática), exames médicos e psicológicos, curso teórico e prático, até três retestes e de consulta na Junta Médica, neste caso, se tratando de pessoas com deficiência, em que há uma reserva de 10% das vagas. Hoje para uma pessoas tirar uma CNH para a categoria B (carro) paga cerca de 1,6 mil entre o processo e as aulas e para a categoria A (moto), o valor é de aproximadamente R$ 1,3 mil.

 “Esse até o presente momento é o maior programa desenvolvido pelo governo que é abranger o maior número de pessoas que não tem condições financeiras de tirar uma CNH. É uma situação que a gente viabiliza a pessoa tirar um nova CNH. Hoje nós temos uma situação que é alarmante, em que a maior parte dos motociclistas não tem CNH. Com conhecimento da legislação de trânsito, aulas teóricas, terá um instrutor e mostrar um horizonte com segurança”, disse o presidente do DETRAN, Marcos Roberto Silva, durante apresentação do programa no mês de dezembro.

Desempate

Há critérios de desempate para o CNH Social Estudantil, Social Urbana e Rural. Na área Estudantil, a nota do ENEM do ano anterior será um critério. Quem teve maior nota no exame do ano anterior, leva vantagem.

Caso haja empate, terá preferência a pessoa de maior idade, menor renda familiar per capita, maior quantidade de componentes por grupo familiar, beneficiários do programa Bolsa Família, e que fez a inscrição primeiro, nesta ordem.

Já para o CNH Social Urbana e Rural, em caso de empate entre os concorrentes com inscrição validada, serão seguidos os seguinte critérios: maior idade, menor renda familiar per capita, maior número de componentes por grupo familiar, beneficiário do Bolsa Família, data e hora da inscrição.

Após o cadastro, em um segundo momento, o DETRAN vai fazer um cruzamento dos dados, estando os candidatos selecionados, o DETRAN vai divulgar a lista para apresentar a documentação física, para comprovar aquilo que foi apresentado no site.

Cronograma da etapa

Até 04-01-2020- Período de inscrições

Entre 05-01-2020 a 04-02-2020- Período de análise dos cadastros

05-02-2020- Divulgação da lista dos contemplados

Após a publicação do resultado, o candidato terá 15 dias para fazer a matrícula online e procurar o Centro de Formação de Condutores de forma presencial para concluir a abertura do Renach. Nesta ocasião deve ser apresentada toda a documentação informada no cadastro.

Próximos anos

Para os anos de 2020 a 2022 serão 8010 vagas por ano, divididas de forma igual para as três categorias durante quatro vezes ao ano, de forma trimestral.

Quem pode participar?

CNH Social Estudantil: Pessoas com idade entre 18 e 25 anos, inscritas no Cadastro Único do Governo FEderal (CadÚnico), que tenham cursado e concluído o Ensino Médio (os três anos) na rede pública e morem em Goiás. É preciso ter feito a prova do ENEM do ano anterior. A renda familiar mensal deve ser de até dois salários mínimos e não pode em caso de nova categoria ter cometido infração média, grave ou gravíssima no trânsito.

CNH Social Rural: Moradores da zona rural de qualquer município goiano, acima de 21 anos, inscritos no CadÚnico e que tenham concluído o Ensino Fundamental, é preciso possuir Declaração de Aptidão ao Pronaf e não pode em caso de nova categoria ter cometido infração média, grave ou gravíssima no trânsito.

CNH Social Urbana: Precisa ter acima de 21 anos, morar em qualquer cidade goiana, ser inscrito no CadÚnico, ter concluído o Ensino Fundamental e não pode em caso de nova categoria ter cometido infração média, grave ou gravíssima no trânsito.

Fonte: Diário de Goiás

Nenhum comentário: