Radio Line e Rádio Ideias apresentam, Frequência de Classe 54

segunda-feira, 12 de agosto de 2019

Vereador de Itumbiara é afastado acusado de recolher metade dos salários dos servidores

De acordo com o MP-GO, o dinheiro era utilizado para financiar um projeto idealizado pelo parlamentar; ele negou as acusações em um vídeo publicado nas redes sociais

Artur Dias/Do Mais Goiás
A Justiça determinou o afastamento do vereador Rogério Rezende Silva (PR), do município de Itumbiara. A determinação é que ele fique afastado do cargo por 180 dias. O parlamentar e três assessoras são investigados por um suposto esquema de recebimento de salários dos servidores do gabinete.

A decisão tem caráter liminar e é uma resposta a uma ação penal feita pelo Ministério Público de Goiás (MP-GO). De acordo com o órgão, os funcionários devolviam partes dos salários ao parlamentar. O dinheiro era destinado ao financiamento chamado Ciranda da Saúde. A investigação ainda aponta para a contratação de uma funcionária fantasma, que repassava integralmente o salário e não trabalhava na Câmara dos Vereadores.

O juiz responsável pelo caso, Alessandro Luiz de Souza, afirmou que a ação possui indícios suficientes para o afastamento do vereador. “[…] A deflagração de toda a investigação decorre de delação realizada por servidora que atuou no gabinete do vereador por vários meses, corroborada pela quebra e cruzamento de dados bancários”.

Alessandro afirmou, ainda, que o afastamento tem o objetivo de impedir que o crime continue acontecendo. Além de afastado, Rogério não pode frequentar a Câmara dos Vereadores nem manter contato com servidores que tenham sido vinculados ao gabinete dele entre os anos 2017 e 2019.

Nenhum comentário: