Radio Line e Rádio Ideias apresentam, Frequência de Classe 54

Legislativo Jataiense

Câmara Municipal de Jataí

quarta-feira, 21 de agosto de 2019

UFG altera critério de seleção para ingresso de candidatos portadores de diplomas

Universidade adotava notas do Enem como único critério para seleção. 
Ação do MPF apontou que candidatos que não prestaram o exame sairiam prejudicados

Por Luiz Phillipe Araújo 
Em conformidade com a decisão do juiz federal Euler de Almeida Silva Júnior, da 9ª Vara da Justiça Federal de Goiânia, a Universidade Federal de Goiás (UFG) lançou, no fim do último mês, novo edital para o processo de preenchimento de vagas remanescentes para portadores de diploma de curso superior.

A novidade é a adoção de uma prova de conhecimentos. O antigo edital adotava como único critério a nota recebida pelo candidato no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Em julho de 2017, porém, o Ministério Público Federal (MPF) ajuizou representações que apontavam violação do princípio da isonomia em relação aos candidatos que não prestaram o Exame, por terem ingressado antes da adoção do Enem, adotado integralmente apenas em 2015.

Após a sentença da 9ª Vara da Justiça Federal de Goiânia, acatou em partes os pedidos do MPF. Na decisão o juiz determinou que fosse adotado método de avaliação alternativo quando o concurso tivesse a inscrição de portadores de diploma que não se submeteram ao Enem.

Ao todo são oferecidas 420 vagas para portadores de diploma, disponíveis nas unidades de Catalão, Goiânia, Goiás e Jataí, com ingresso no primeiro e segundo semestre de 2020.

JN em conexão com Opção

Nenhum comentário: