Radio Line e Rádio Ideias apresentam, Frequência de Classe 54

quarta-feira, 15 de maio de 2019

Alunos e servidores da UEG de Silvânia cobram providências de Ronaldo Caiado

Grupo aguardou o governador durante evento de inauguração de uma unidade do Corpo de Bombeiros

Por Leicilane Tomazini 
O governador do Estado Ronaldo Caiado (DEM) esteve presente, na segunda-feira, 13, na inauguração da nova sede do Corpo de Bombeiros, em Silvânia, cidade localizada a 85km de Goiânia.

Na ocasião, esteve presente um grupo de alunos e funcionários do Campus da Universidade Estadual de Goiás (UEG), na cidade. Eles aguardaram a chegada do governador para conversar sobre a situação da universidade.

Após a solenidade, o grupo foi atendido por Ronaldo Caiado, que informou aos presentes que, pela Lei, a universidade tem total autonomia didática, pedagógica e administrativa. “É muito importante que fique claro que governante nenhum tem o direito de interferir na gestão da UEG”, pontuou.

O governador reiterou que sua responsabilidade é repassar mensalmente aquilo que a Constituição determina, ou seja, 2% da receita. Isso significa, de acordo com Caiado, R$200 milhões entregues nas mãos da UEG. Ele disse ainda, que quem decide sobre os cursos e a qualidade do curso, e quem deve cumprir as regras do Ministério da Educação, é o reitor, não é o governador.

“Infelizmente, em Goiás, as pessoas confundiram as coisas. O  dois últimos reitores estão presos, o que renunciou agora está sendo processado, e poderá ser preso também. É lógico que a UEG está rediscutindo o processo internamente, reavaliando as condições”, declarou.

Os questionamentos feitos por alunos e servidores da universidade dizem respeito à crise pela qual a instituição vem passando, na qual estão envolvidas denúncias de irregularidades. Hoje, dez cursos da UEG não abrem mais vagas e outros vários cursos podem ser extintos.

Nenhum comentário: