Radio Line e Rádio Ideias apresentam, Frequência de Classe 54

Prefeitura trabalhando

Cuidar do meio ambiente
Esse é o foco

Conectada com o Futuro

segunda-feira, 15 de abril de 2019

Janaína Paschoal (PSL-SP) cobra demissão de ministro, acusado de ter ameaçado deputada federal da base aliada

A relação entre Janaina Paschoal (PSL) e o presidente da República Jair Bolsonaro está cada vez mais azedada. Por duas vezes no último sábado, Janaína foi ao twitter reclamar do governo. Na primeira menção, uma crítica ao partido que faz parte. Na segunda, cobrou demissão do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio. Janaína fez o pedido, após reportagem da Folha de São Paulo revelar que Marcelo havia ameaçado de morte a deputada federal Alê Silva, do próprio PSL.

Alê afirmou que existiu um esquema de candidaturas laranjas dentro do partido e que a ação era encabeçada pelo atual ministro do Turismo. Após revelar as ameaças e inclusive prestar depoimento à Polícia Federal na última quarta-feira (10/04), Alê Silva solicitou proteção policial. Ela deve prestar novo depoimento nas próximas semanas.

Em defesa, Álvaro Antônio diz que as ameaças são mentirosas e que a deputada está realizando campanha difamatória contra ele em busca de espaço no partido.

De São Paulo, Paschoal não engoliu a defesa e cobra uma atitude mais enérgica do presidente da República. "Todo meu apoio à Deputada Federal Alê Silva. E agora, Presidente? O Ministro do Turismo fica? A Deputada Federal eleita também estaria mentindo? Exijo a demissão do Ministro! Não tem que esperar conclusão de inquérito nenhum!", escreveu utilizando o Twitter.

Ela complementou: "Telefonei para a Deputada, que não para de chorar! Como é que pode uma situação dessas e o Presidente não tomar providências? Não pode! O afastamento do Ministro não implicará atribuição de culpa, apenas um sinal de que o Presidente se importa com as mulheres de seu partido."

Eleita na onda bolsonarista, Alê Silva, advogada de formação, está em seu primeiro mandato público e chegou a trabalhar em uma campanha de Robertinho Soares, ex-assessor e coordenador da campanha de Álvaro Antônio no Vale do Aço. Mas afirma ter se afastado dele após receber relatos desabonadores a seu respeito.

Nenhum comentário: