Radio Line e Rádio Ideias apresentam, Frequência de Classe 54

segunda-feira, 29 de abril de 2019

Com a palavra o editor - Saúde pública municipal

De onde viemos e para onde vamos

Muito bem senhores, vamos tratar agora de um assunto melindroso e que tomou conta das redes sociais nos últimos dias, o sistema público de saúde de nosso município.

Não é de agora que temos um problema crônico em nossa saúde, isso vem desde que foi criado o SUS e os convênios com os governos municipais, e o gargalo desse problema chama-se tabela do SUS, a qual é uma vergonha. Nem vou entrar no mérito de que pagamos uma perversa carga tributária e que portanto merecemos respeito, dignidade e serviços públicos de qualidade.

Porém meus amigos, esse terrível problema, que é essa tabela, abriu precedentes e práticas de corrupção dentro do sistema, inclusive colocando os Médicos como os principais protagonistas nesse contexto, seja para o bem, seja para o mal, sendo que alguns aproveitam essa brecha no sistema para práticas nada "ortodoxas" em se tratando da sua formação na faculdade de medicina, principalmente quando se refere àquele dito "juramento".

Para piorar a situação sobre esse "nada ortodoxo", agora temos uma situação ainda mais nebulosa, perigosa mesmo, a de colocar a população contra a administração pública. Claro que entendo que ninguém é obrigado a trabalhar sem o referido reconhecimento e ser remunerado para tal, mas fazer motim e ainda induzir a população como se fosse brinquedo de marionete, ... aí enfraquece e vamos todos parar na UTI.

Não estou aqui a defender esse ou aquele governo, porém a fatos que deveriam serem levados em conta antes de qualquer conclusão precipitada, e um desses fatos é a condição econômica/financeira que se encontra os municípios de pois da avalanche de desordem econômica que envolveu todo o país. Outro fato, a demanda por serviços públicos que só tem aumentado exponencialmente e mais, as dívidas dos governos federal e estadual no que diz respeito aos repasses. Só para se ter uma ideia no final do ano passado esperava-se o pagamento de uma dívida do estado de Goiás para com a nossa prefeitura da ordem de 7 milhões de reais, o qual não foi efetivado. Isso no ano passado, uma dívida que vem desde a administração anterior.

Que fique claro mais uma vez, não estou aqui a defender esse ou aquele governo e muito menos justificar a falta de atendimento adequado aos munícipes, nós jataienses, atendimento esse que não se limita a apenas nós de Jataí, mas que vai alem, pois Jataí atende mais de 10 outros municípios.

Sei muito bem a angústia de estar a espera de um atendimento que parece nunca acontecer, é mais angustiante ainda ver um filho precisando de atendimento rápido e quando se pergunta cadê o plantonista ele não aparece pois está dando plantão em outra unidade, como por exemplo o SAMU. Alias essa é uma situação onde as leis da física não se aplicam, pois nessa situação há uma singularidade, um corpo ocupa dois lugares ao mesmo tempo. Isso é mágico!

Algum tempo atrás um de nossos vereadores fez um levantamento que levou ao conhecimento de todos os jataienses de que existe profissional ganhando 60 mil reais ou até mais que isso por mês.

Nós contribuintes não aguentamos isso!!!

A nossa sorte é que ainda não temos doentes presos em macas sem atendimentos pelos corredores do nosso hospital. Eu disse ainda!

A administração pública seja essa ou aquela tem seus erros e acertos, e é nosso dever aplaudir os acertos, contribuir para que mais acertos ocorram, pois o sucesso de uma administração reflete em todos o setores de nossa economia, mas não podemos, também, passar a mão na cabeça seja de quem for, como contribuintes de uma carga tributária, a qual eu chamo de extorsiva, não podemos nos calar, temos sim que exigir nossos direitos, mas não podemos "demonizar" uma administração por influência de qualquer que seja a classe de profissionais ou grupos políticos. Temos que ter serenidade nas análises dos fatos, buscar informações reais, se inteirar dos por quês, não ficar presos a apenas manchetes de notícias e sim ler todo o conteúdo e a partir daí formular nossas próprias conclusões analisando tudo com inteligência e senso crítico.

Não seja nunca objeto de manipulação politiqueira!

O povo já está sofrido demais para continuar a ser objeto de manobra de grupos, sejam esses grupos políticos, de classes sociais e muito menos de grupos de profissionais.

Jataí hoje passa por momentos difíceis nunca visto na sua história político/administrativa e nós, o povo, temos que ter serenidade e discernimento , exigir sim mas não aceitando ser objeto de manobra influenciado pelo terrorismo psicológico de "idealistas".

Nenhum comentário: