Radio Line e Rádio Ideias apresentam, Frequência de Classe 54

Legislativo Jataiense

Câmara Municipal de Jataí

quinta-feira, 21 de março de 2019

Duas mulheres são presas suspeitas de matar, esquartejar e divulgar imagens do crime na internet

Polícia Civil acredita que motivo do crime seja disputa de pontos de tráfico de drogas

Da redação do Mais Goiás
Duas mulheres foram presas na noite desta terça-feira (19), em Campos Belos, a 606 km de Goiânia. Elas são suspeitas de terem matado e esquartejado uma pessoa no município. Outro homem, também suspeito de participar dos crimes, morreu depois de ser baleado em confronto com a polícia. De acordo com a Polícia Civil, Os três suspeitos foram localizados depois que imagens do crime começaram a circular pela internet.

Ainda de acordo com a corporação, o crime foi motivado por uma disputa de pontos de tráfico de drogas na região. Paloma Vitória da Silva Lopes e Brenda de Souza Cavalcante foram detidas com um revólver calibre .38 e 15 munições. Já o suspeito morto na troca de tiros era Carlos Vinícius dos Santos Rocha. Ele já tinha respondido por latrocínio, posse de arma e roubo.

Tráfico de drogas
A Polícia Civil afirmou que a vítima desapareceu no último sábado (16). Três dias depois, imagens de um esquartejamento começaram a circular nas rede sociais. Através dessas imagens foi possível identificar tanto a vítima, Claiber Eduardo Marques de Jesus, quanto um dos autores.

O delegado responsável pelo caso, Carlos Eduardo Florentino Cruz, afirmou que foi possível identificar o autor por causa de uma tatuagem. “Em uma das fotos foi possível identificar uma tatuagem do autor, que segurava a cabeça em uma mão e uma pistola na outra”, ressaltou o delegado.

A Polícia Civil confirmou também que dois outros crimes semelhantes aconteceram entre os dias 12 e 14 de março no município. A suspeita é que o mandante seja um detento que cumpre pena no município de Posse, a 220 km de Campos Belos.

“Chegamos a conclusão que eles foram mandados para a cidade por um detento, recolhido no Presídio de Posse, que comanda o tráfico de drogas na região e é líder de uma facção criminosa. Ele teria ordenado os crimes por conta de uma disputa pela liderança de territórios do tráfico”, disse o delegado.

Nenhum comentário: