Radio Line e Rádio Ideias apresentam, Frequência de Classe 54

Legislativo Jataiense

Câmara Municipal de Jataí

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

"A saúde de Jataí está na UTI porque banca 10 municípios"

Comprovando a INÉRCIA do nosso Legislativo (JN)

Projeto é adiado
Por Jesus Manoel
Na última sexta-feira (22/02), mais uma vez me senti sem forças para lutar por Jataí, porque não tenho mandato. Percebi também quanto um poder legislativo pode causar atraso ao progresso de um município, em virtude da má interpretação da real situação dos problemas.

A saúde de Jataí está na UTI porque banca 10 municípios sozinha no tratamento da saúde de seu povo. Quando fala que pode causar atraso é porque um projeto para criação de um Consórcio da Saúde na região envolvendo dez municípios, está há mais de um mês com os vereadores para ser analisado e votado pela Câmara Municipal, desde a primeira Sessão Ordinária deste mês, até hoje ainda não foi votado. Alguns vereadores discutem, discutem, brigam e brigam, pedem adiamento, solicitam pedido de vistas do projeto, enrola mais de uma semana e não votam a matéria, e o projeto acaba sendo adiado para as sessões do próximo mês.

Com isso, a saúde da cidade vai só afundando cada vez mais e virando um caos, deixando a população carente cada vez mais penalizada, já que o município não tem recursos para cuidar de seus doentes, porque tem que tratar também dos doentes de mais nove municípios sem o apoio dos prefeitos desses municípios e do governo estadual que não cumpre com suas obrigações repassando os recursos necessários do convênio assinado pelo governo passado com Jataí.

É um turbilhão de irresponsabilidades que os políticos eleitos nós praticam causando muito sofrimento à população que se sente cada vez mais fragilizada e sem poder fazer nada, porque a maioria está na mesma situação. 

E os vereadores que deveriam reconhecer o sofrimento do povo agilizando a aprovação do projeto, criam obstáculos para impedir essa agilidade. Se o projeto está lá há mais de um mês para ser analisado, é impossível que o tempo não foi suficiente para esse estudo. E quando coloca em discussão e votação, pede mais tempo. O que eles querem? É aumentar mais os problemas da saúde na cidade? O prefeito já não esteve conversando com eles, pedindo apoio para a aprovação rápida do projeto devido à gravidade do problema? 
Ô geração incrédula, até quando a população terá de sofrer com esse caos na saúde?
Nas unidades públicas da cidade, está faltando de tudo, material de higiene e limpeza, medicamentos, material de saúde, equipamentos, funcionários especializados, ventiladores e uma porção de outras coisas, além de atrasos de salários de alguns funcionários. 

Se criar esse consórcio e o prefeito Vinícius conseguir a adesão dos demais prefeitos da região cobrando responsabilidades deles, com certeza, em poucos dias, essa situação vai se inverter. Mas, os vereadores precisam ser mais ágeis na discussão das matérias que requer urgência, urgentíssima porque a doença não espera. Eles devem deixar as brigas de lado e aprovarem esse projeto o mais rápido possível.

Nenhum comentário: