Radio Line e Rádio Ideias apresentam, Frequência de Classe 54

Termas de Jataí


Mês de Julho, mês de férias
As águas termais de Jataí te faz muito mais feliz!

terça-feira, 15 de janeiro de 2019

Diretor do Sindifisco afirma que servidores estão sendo usados por Caiado

Bloqueio de R$ 60 milhões das contas do Estado
Sindifisco pediu bloqueio das contas do Estado e requer apuração de crime de desobediência e improbidade administrativa

Por Elisama Ximenes-Opção/JN
O Sindicato dos Funcionários do Fisco de Goiás (Sindifisco) impetrou, na sexta-feira, 11, mandado de segurança com pedido de bloqueio de R$ 60 milhões das contas do Estado para o pagamento dos salários de dezembro da categoria.

O argumento é de que há dinheiro em caixa e o prazo legal para quitação da folha é o dia 10, que não foi cumprido. O sindicato ainda alerta para a urgência da situação e alega teimosia da Secretaria da Fazenda em pagar o salário atrasado.

De acordo com o Sindifisco, o valor garantiria os salários de mais ou menos 2 mil servidores — considerando ativos, inativos e pensionistas. No pedido, a associação ainda requer medidas para apurar prática de crime de desobediência e ato de improbidade administrativa por parte dos gestores responsáveis.

O diretor jurídico do sindicato, Claudio Modesto, disse que o não pagamento é uma forma do governador Ronaldo Caiado (DEM) usar os servidores para garantir entrada do Estado no Regime de Recuperação Fiscal (RRF) do Governo Federal.

“Não é falta de dinheiro, tanto que ele irá pagar janeiro, o que nós queremos é que ele cumpra com a cronologia das folhas. O governo não quer pagar porque se o fizer não conseguirá atender mais aos requisitos do RRF”, avalia.

A entrada no regime, inclusive, é vista pelo diretor como equivocada. “Eles querem colocar Goiás em um programa feito para o Rio de Janeiro, às custas do sacrifício dos servidores”, considera.

Nenhum comentário: