Radio Line e Rádio Ideias apresentam, Frequência de Classe 54

Projeto Sonho de Natal 2018




sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

Pais ficam insatisfeitos após prefeitura de Rio Verde anunciar fechamento de cinco escolas

Secretário de Educação afirma que decisão se deve a más instalações na estrutura de três prédios e baixa demanda pelos outros dois. 
Estudantes serão remanejados para outras instituições, declarou.

Por Vanessa Chaves*, G1 GO
A Prefeitura Municipal de Rio Verde decidiu fechar cinco escolas públicas da cidade, que fica na região sudoeste de Goiás, por problemas com infraestrutura ou baixa demanda. Os pais dos estudantes alegam que não foram comunicados sobre e criticam a postura da Secretaria de Educação.

“Estão usando o termo remanejamento, mas na verdade o que está sendo colocado é que essas escolas estão sendo fechadas. Isso é simplesmente um absurdo”, afirma o empresário Raimundo Loyola.

Segundo o secretário de Educação, Miguel Rodrigues Ribeiro, as escolas municipais Vila Borges, Iracema Velasco e Gota de Luz são escolas alugadas que foram adaptadas em casas antigas. Elas vão ser fechadas por problemas com a infraestrutura, disse.

Entre os problemas apontados estão falta de quadra poliesportiva, cantina que não atende a demanda de todos os alunos, banheiros acoplados nas salas de aula e falta de ventilação adequada para os alunos.

Segundo a Prefeitura de Rio Verde, os alunos matriculados nessas escolas serão automaticamente transferidos para as escolas municipais João Barbosa, Maria Brígida e Rosalina Borges, próximas das que serão fechadas.

“As escolas que vão receber os alunos das outras unidades são maiores e têm espaço para quadra, cantina e em janeiro vão receber a instalação de sala modulares, ou seja, salas projetadas e equipadas com climatizadores”, afirma o secretário.

Segundo ele, as outras duas escolas municipais que serão fechadas -- Hermes Dourado e Nosso Coleguinha -- também funcionam em prédios alugados. A demanda por elas é baixa, diz,e apenas 10% do total de vagas estão preenchidas. Com isso, para corte de gastos, elas vão ser fechadas.

À TV Anhanguera, uma auxiliar de confeitaria contou que está indignada e que acha uma falta de respeito o fechamento das escolas. O auxiliar de produção, Rodrigo de Jesus, disse que levou a documentação pra matricular a filha e foi surpreendido com a informação sobre o fechamento das escolas.

Os alunos matriculados na Hermes Dourado vão ser transferidos para a Doutor Checo Edsel Emrich Portilho e para a Amanda Campos. Já os alunos da Escola Municipal Nosso Coleguinha vão ser transferidos para a Severino Gomes.

A Prefeitura de Rio Verde informou que as escolas municipais são de ensino infantil (4 e 5 anos) e fundamental (6 a 10 anos). Para efetuar a matrícula, os pais ou responsáveis devem cadastrar o aluno na chamada pública, feita pela internet.

A chamada pública primeiramente funciona como uma espécie de pré-matrícula, em que os pais manifestam o interesse de incluir seus filhos na rede de ensino. Com isso, a rede se organiza para atender toda a demanda e direcionar os alunos para cada unidade.

A Prefeitura infromou ainda que o desligamento das referidas unidades alugadas vai proporcionar uma economia de R$ 500 mil por ano aos cofres municipais. O investimento na aquisição de 10 salas modulares é de R$ 1 milhão.

*Vanessa Chaves é integrante do programa de estágio entre TV Anhanguera e Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO), sob orientação de Elisângela Nascimento.
Postar um comentário