Radio Line e Rádio Ideias apresentam, Frequência de Classe 54

terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Jornalista e radialista Laerte Junior morre aos 52 anos, em Goiânia

Profissional sofreu um infarto, chegou a ser socorrido e levado para o hospital, mas não resistiu. 
Ele deixa a esposa e dois filhos.

Por Murillo Velasco, G1 GO
O jornalista e radialista Laerte Junior, de 52 anos, morreu vítima de um infarto, na segunda-feira (10), em Goiânia. Conforme apurou a TV Anhanguera, o profissional estava fazendo compras quando começou a passar mal. Ele chegou a ser socorrido, mas morreu logo após chegar ao Hospital Santa Bárbara, na capital.

O corpo de Laerte começou a ser velado na madrugada desta terça-feira (2), no Cemitério Jardim das Palmeiras, em Goiânia. Laerte deixa a esposa e dois filhos.

Laerte Junior era formado pela Universidade Federal de Goiás (UFG) desde a década de 1980. Ele trabalhou por quase 30 anos na Rádio Difusora e, atualmente, atuava na Rádio Terra FM.

O profissional também já passou pelas rádios Anhanguera, Mil FM, Clube, Sucesso Companhia, Mix FM, além do Jornal Argumento e das televisões Goyá e Serra Dourada.

Repercussão
O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Comunicação nos estados de Goiás e Tocantins, Miguel Novaes, lamentou a morte de Laerte Junior nas redes sociais. “A comunicação de Goiás perde um de seus grandes profissionais do rádio”, escreveu.

O governador de Goiás José Eliton (PSDB) também divulgou nota lamentando a morte do profissional, dizendo se sentir "consternado" com o falecimento. "Goiás perde grande profissional que, com a ética e o compromisso com o interesse público essenciais ao bom jornalismo, trilhou bela trajetória em relevantes veículos do estado", disse o político.

Colegas de profissão e trabalho relembraram, por meio de homenagens da internet, a trajetória de Laerte Junior. Muitos reforçaram o profissional crítico e que destacava como uma “voz da população” na luta por melhorias na cidade e no combate a corrupção.

“Como é doloroso de repente perder um companheiro como Laerte Júnior, imagina para nós que convivemos juntos há 21 anos com contatos constantes, antes pela Difusora e agora pela Terra. Atrás daquela dureza, quanta coisa boa neste ser humano maravilhoso! Só Deus mesmo para nos acalentar com a perda deste grande amigo e companheiro”

“Só podemos agradecer pelo grande tempo de convivência que tivemos e, principalmente pelos ensinamentos adquiridos com este amigo leal”, disse nas redes sociais o assessor de comunicação da PRF em Goiás, o inspetor Newton Morais.

Valério Luiz Filho, filho do radialista Valério Luiz, que foi assassinado em Goiânia, também lembrou com carinho de Laerte Júnior.

“Recebo com muita tristeza a notícia do falecimento de Laerte Júnior. Vi Laerte poucas vezes pessoalmente, mas ele sempre foi bastante solidário com minha família em suas opiniões durante esses anos, posicionando-se com clareza, firmeza e independência a favor da justiça. Característica, aliás, que notei presente em todo o seu fazer jornalístico”, recordou.

Nenhum comentário: