Radio Line e Rádio Ideias apresentam, Frequência de Classe 54

Thermas Jatahy


sexta-feira, 9 de novembro de 2018

Bolsonaro pode indicar uma mulher para a presidência da Caixa Econômica Federal

Ana Paula Vescovi é apontada como exigente e eficiente. 
O objetivo de presidente eleito é tornar a caixa é despolitizar a CEF e torná-la mais ágil

A Caixa Econômica Federal é uma das joias da coroa do governo federal. Porque, além de um banco, cumpre forte papel social, como o financiamento de habitações para a população de baixa e média renda. Mas ingerências políticas têm atrapalhado a atuação do excelente corpo técnico da CEF. O presidente eleito Jair Bolsonaro tem afirmado, aos seus auxiliares mais próximos, que vai tornar a Caixa mais eficaz, e sem envolvimento político. Por isso Ana Paula Vescovi é cotada para assumir o comando do banco público.

Ana Paula Vescovi tem a simpatia de Jair Bolsonaro e do economista Paulo Guedes, futuro ministro da Fazenda. Exatamente porque tem um perfil técnico e rigoroso. Ela é secretária-executiva do Ministério da Fazenda, no governo de Michel Temer, e é presidente do Conselho de Administração da Caixa Econômica Federal. Na CEF, é vista como legalista e linha dura. Ela chegou a confrontar a cúpula da Caixa e conseguiu promover mudanças drásticas nas vice-presidências e nos demais cargos de direção. Ela aposta que o mérito, a competência técnica, é mais importante do que a indicação política.

Despolitizar a CEF é, na opinião dos aliados de Jair Bolsonaro, uma maneira de torná-la mais produtiva para o governo, para a sociedade e, também, para o mercado. Outro objetivo é torná-la mais ágil e menos burocrática.
Postar um comentário