Radio Line e Rádio Ideias apresentam, Frequência de Classe 54

Projeto Sonho de Natal 2018




quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Avô estuprou neta durante um ano

Homem é preso por estuprar a própria neta durante um ano: ‘Eu servia de neta e esposa’

Do BHAZ
Um homem, de 55 anos, foi preso suspeito de estuprar a própria neta, uma adolescente de 13 anos, em Uberlândia, no Triângulo Mineiro. Aos policiais, a adolescente disse que o avô realizava sexo anal e oral com ela há um ano. Preso, o homem confessou aos militares ter realizado o crime.

A prisão do suspeito ocorreu na última quinta-feira (15), dia em que ele afirmou que tiraria a virgindade da neta. “É hoje que vai rolar”, teria dito à vítima. A adolescente mora com o suspeito desde os cinco anos em uma granja comunitária. No entanto, em dezembro do ano passado os dois se mudaram para a zona urbana de Uberlândia após o avô ser demitido – e passaram a morar sozinhos.

“Como ele não tinha esposa, eu servia de neta e esposa dele”, disse a vítima ao portal V9. Segundo a Polícia Militar, a menina relatou que era tocada pelo avô e obrigada a usar roupas curtas. Ele também ordenava que a adolescente dormisse junto dele.

Segundo depoimento da vítima, na última semana os abusos e as investidas se intensificaram. Mesmo explicando que não desejava perder a virgindade desta forma, pois tinha medo de se machucar, o avô não se contentou.

Na quarta-feira (14), antes de dormir, ele teria dito que no dia seguinte tiraria a virgindade da neta. Sentindo-se ameaçada devido às constantes falas do avô, a adolescente pediu socorro para amigas, que a orientaram a acionar a Polícia Militar.

Aproveitando que o avô estava no banho, a vítima pegou suas roupas e fugiu. Após a denúncia, militares foram à residência e prenderam o suspeito. Ele confirmou os abusos, mas disse que não praticou nenhuma penetração, e que fazia apenas sexo oral.

A PM prendeu o homem que foi encaminhado à delegacia, enquanto a adolescente ficou sob os cuidados do Conselho Tutelar, que vai acompanhar o caso.
Postar um comentário