Radio Line e Rádio Ideias apresentam, Frequência de Classe 54

Thermas Jatahy


domingo, 14 de outubro de 2018

Trabalhar em excesso é como estar bêbado, aponta estudo.

Divulgação
Segundo as últimas estatísticas da Organização Internacional do Trabalho (OIT), mais de 400 milhões de pessoas trabalham 49 ou mais horas por semana. E elas podem estar correndo um risco: um estudo analisou 13 anos de registros de trabalho nos Estados Unidos e descobriu que "trabalhar em empregos com horas extras estava associado a uma taxa de risco de lesões 61% maior em comparação com trabalhos sem hora extra”. 

O estudo aponta que quem acordou às 8h e ficou acordado até 1h da manhã do dia seguinte (ou seja, 17 horas seguidas), terá desempenho físico pior do que se tivesse uma concentração de 0,05% de álcool no organismo, equivalente a duas latas de cerveja. É o "bêbado" de cansaço.
Postar um comentário