Radio Line e Rádio Ideias apresentam, Frequência de Classe 54

Projeto Sonho de Natal 2018




terça-feira, 30 de outubro de 2018

Novo governador de Goiás, Ronaldo Caiado já tem apoio de quase metade dos deputados eleitos para a Assembleia Legislativa

Do total, 19 declararam apoio ao próximo governo, 8 oposição e 6 situação independente. 
Outros 6 ainda não se decidiram e 2 não foram localizados.

Por Paula Resende, G1 GO
O novo governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), já tem o apoio de quase metade dos deputados que vão integrar a Assembleia Legislativa de Goiás a partir de 2019. Levantamento do G1 aponta que 19 dos 41 eleitos já declararam apoio ao político, 8 oposição e 6 situação neutra. Outros 6 ainda não se decidiram.

A reportagem não conseguiu contato com Paulo Cezar Martins (MDB) e Charles Bento (PRTB) . No entanto, o MDB informou que ainda não decidiu a linha de atuação no próximo mandato. Já o PRTB integra a coligação que elegeu Caiado.

Eleito no primeiro turno, Caiado recebeu 1.773.185 votos, o que corresponde a 59,73% do total de votos nas eleições de 2018. O vice dele é o deputado estadual Lincoln Tejota, do PROS.

Caiado concorreu pela “Coligação A Mudança é Agora”, composta por 12 partidos: DEM, Democracia Cristã, Podemos, PMN, PMB, PRP, PRTB, PSC, PSL, PTC, PROS e PDT.

Na nova composição do Plenário, os partidos com mais cadeiras são o PSDB, com seis, e o DEM, com quatro. Depois vêm MDB e PROS empatados em dois. Já PRP, PSD, PT, PSL, PRB, Solidariedade e PRTB têm duas cadeiras cada. Por fim, tiveram uma cadeia PPS, PTC, PSB, PSC, PV, PTB, PDT, PATRI e PP.

A assessoria da atual presidência da Casa afirmou que a posse está prevista para 1º de fevereiro de 2019. Para serem aprovados, projetos de lei complementar e de resolução precisam ter maioria simples, ou seja, votos de 2/3 dos deputados. Já projetos de emenda constitucional necessitam da maioria absoluta do Plenário, o equivalente a 3/5 dos votos. Em relação a vetos de projetos do governo é preciso de 21 votos favoravéis à rejeição da medida.

Confira a posição dos deputados eleitos:
Base aliada:
Henrique Cesar (PSC)
Major Araujo (PRP)
Chico Kgl (DEM)
Dr. Antônio (DEM)
Claudio Meirelles (PTC)
Rubens Marques (PROS)
Delegado Humberto Teófilo (PSL)
Iso Moreira (DEM)
Amauri Ribeiro (PRP)
Alvaro Guimaraes (DEM)
Rafael Gouveia (DC)
Zé Carapô (DC)
Cairo Salim (PROS)
Paulo Trabalho (PSL)
Karlos Cabral (PDT)
Bruno Peixoto (MDB)
Lissauer Vieira (PSB)
Vinicius Cirqueira (PROS)
Julio Pina (PRTB)

Oposição:
Delegada Adriana Accorsi (PT)
Antônio Gomide (PT)
Lêda Borges (PSDB)
Talles Barreto (PSDB)
Tião Caroço (PSDB)
Gustavo Sebba (PSDB)
Lucas Calil (PSD)
Dr. Helio de Sousa (PSDB)

Independente:
Amilton Filho (Solidariedade)
Thiago Albernaz (Solidariedade)
Coronel Adailton (PP)
Alysson Lima (PRB)
Diego Sorgatto (PSDB)
Wagner Neto (PATRI)
Ainda não definiram:
Jeferson Rodrigues (PRB)
Humberto Aidar (MDB)
Henrique Arantes (PTB)
Virmondes Cruvinel (PPS)
Delegado Eduardo Prado (PV)
Wilde Cambão (PSD)

Não foram localizados
Paulo Cezar Martins (MDB)
Charles Bento (PRTB)
Postar um comentário