Radio Line e Rádio Ideias apresentam, Frequência de Classe 54

Festival das Abelhas

Participe do maior festival do interior Goiano

terça-feira, 2 de outubro de 2018

Justiça anula concurso da UFG por suspeita de relação próxima entre examinadora e candidata

Divulgação
Decisão liminar foi concedida após pedido do MPF. 



Documento também afirma que concorrentes tiveram acesso dificultado a informações sobre avaliadores.

Por Vanessa Martins, G1 GO
Uma decisão da Justiça Federal determinou anulação do concurso para Professor do Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada à Educação (Cepae) na Educação Infantil da Universidade Federal de Goiás (UFG). Segundo a decisão, há indícios de “amizade íntima” entre uma das examinadoras e de uma das aprovadas na seleção. Além disso, o documento informa que os participantes tiveram acesso dificultado às informações da banca examinadora do certame.

O G1 entrou em contato com a UFG, por e-mail, às 19h18 desta segunda-feira (1º) e aguarda posicionamento do órgão a respeito do caso.

A decisão foi dada no último sábado (27) pelo juiz Hugo Otávio Tavares Vilela. No documento, ele atende parcialmente ao pedido do Ministério Público Federal em Goiás (MPF-GO), não colocando a medida em caráter de urgência, como no processo.

O magistrado avaliou, no entanto, que “o acesso à informação [sobre a banca examinadora] em tempo hábil pelos participantes foi dificultada”, já que estava disponível “em arquivos relacionados ao calendário do certame”.

Também de acordo com a decisão, a relação entre a examinadora e aprovada ficou “claro” em um texto de agradecimento transcrito no processo. “Provável também se afigura a alegação de que um componente da banca examinadora trabalhou no certame a despeito de situação de suspeição”.

Por fim, ele afirma que sem a intervenção da Justiça, “atos administrativos contaminados pela nulidade do certame serão realizados em cadeia, gerando um quadro que dificilmente poderia ser equacionado ao final deste processo”.

Nenhum comentário: