Radio Line e Rádio Ideias apresentam, Frequência de Classe 54

Thermas Jatahy


quarta-feira, 31 de outubro de 2018

Jovem de 24 anos morre com tiro na cabeça

Jovem morre após ser baleado durante tentativa de assalto ao sair de festa, em Goiânia
Vitor Carvalho Marques, de 24 anos, estava dirigindo quando foi abordado por dois homens em uma moto. Segundo testemunhas, ele não parou e foi atingido na cabeça.

Por Murillo Velasco, G1 GO
Um jovem de 24 anos morreu, na terça-feira (30), quatro dias depois de ser baleado durante uma tentativa de assalto logo após sair de uma festa, em Goiânia. De acordo com a família, Vitor Carvalho Marques dirigia sozinho quando foi abordado por dois homens em uma moto. A suspeita é que os criminosos queriam levar o carro, mas Vitor teria acelerado o veículo e foi atingido por um tiro na cabeça.

Durante o velório, a mãe chorava ao lado do corpo de Victor, quer era filho único. Ela soube que ele havia sido baleado durante uma viagem e precisou voltar às pressas para Goiânia. “Meu filho era amor, era um menino de caráter, que nunca havia se envolvido com nenhuma confusão. Quem matou ele não tirou a vida só dele, tirou a minha também”, disse a mãe.

O caso ocorreu no sábado (27), na Vila Mauá, região sudoeste da capital. Segundo a família, ele voltava de uma festa e ia para casa. No entanto, quando seguia pela Avenida Couto Magalhães, no bairro, foi abordado pela dupla em uma moto. Como ele estava sozinho no veículo, os parentes e amigos ainda têm dúvidas sobre o que de fato ocorreu.

O crime é investigado pela Polícia Civil, que trabalha a hipótese de latrocínio, já que a principal suspeita é de que os criminosos queriam levar o carro do jovem. Algumas testemunhas disseram à polícia que Vitor teria acelerado e, na sequência, os assaltantes acabaram atirando. Ele foi hospitalizado e, na noite de terça-feira, teve a morte confirmada.

Andreia Rosa, amiga de Vitor, esperava pelo amigo junto com outros colegas quando soube que ele havia sido baleado. Ela afirma que não consegue acreditar no que ocorreu.

“O Victor onde ele passava ele transmitia uma energia muito boa. Todo mundo queria estar perto dele. Toda festa a gente chamava. Era o primeiro a ser chamado e o último a ir embora. A gente quer justiça, porque como é que alguém tira a vida de uma pessoa tão maravilhosa igual ele era. Ele estava voltando de uma festa na casa de uns amigos.

“Ele ia passar em casa, tomar um banho e iria encontrar com a gente, ir para onde estava. Ele nem costumava sair de carro, e agora aconteceu esta fatalidade”, disse a amiga.

Vitor Marques está sendo velado em Goiânia. O enterro está previsto para às 15h desta quarta-feira (31), no Cemitério Parque Memorial, na GO-020, na capital.

‘Família destruída’
Vitor havia acabado de se formar em administração de empresas, e ajudava a cuidar da empresa de festas da família. O avô do jovem, José Pereira, estava emocionado e disse que família dele foi “destruída” e que a vida de todos perdeu o sentido.

“Eles tiraram a vida do meu neto, que era a coisa mais boa que a gente tinha. Um menino alegre, que estudou, fez faculdade, aí vem um brandido e tira a vida do meu neto. Tinha que ter levado o carro e largado meu neto vivo. Tem que tirar estes bandidos de circulação”.

“A minha família foi destruída. É o filho único da minha filha, acabou nossa vida. Eu só peço justiça”, disse o avô.
Postar um comentário