Radio Line e Rádio Ideias apresentam, Frequência de Classe 54

Projeto Sonho de Natal 2018




quinta-feira, 24 de maio de 2018

Protesto de caminhoneiros começa a afetar abastecimento e preços de produtos em Goiás

Comerciantes relatam que estão com dificuldades de escoar produção de alimentos e preço combustíveis e batata sobem. 
Documento da Infraero aponta que Aeroporto Santa Genoveva só tem combustível até esta

Por Vanessa Martins, G1 GO
omerciantes e motoristas em Goiás relatam dificuldade para transportar produtos por causa do protesto de caminhoneiros nas rodovias federais. O preço da batata e do combustível também sofreram aumentos por causa da diminuição da oferta. Um posto em Luziânia, no Entorno do Distrito Federal, por exemplo, oferecia gasolina a R$ 5,20 e etanol a R$ 4,99.

Conforme apurou a TV Anhanguera, motoristas relataram que ao menos um dos tipos de combustível esteve em falta em alguns postos de cidades do interior do estado. Entre os municípios que já sofrem com falta do abastecimento, conforme levantamento da reportagem, estão: Catalão, Luziânia, Cristalina, Jataí e Formosa.

O presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo no Estado de Goiás (Sindiposto), Márcio Andrade, informou que o órgão ainda não registrou unidades fechadas por desabastecimento ou cidades sem algum produto. No entanto, ele prevê que a partir de quinta-feira (24) a situação possa se agravar se não houver uma mudança.

“A partir de amanhã podemos começar a sentir impacto maior. O movimento está crescendo. Por enquanto só tivemos informações de faltas ocasionais e rápidas por atraso de entregas”, relatou.

Uma revendedora de gás de cozinha em Goiânia informou à TV Anhanguera que está com caminhões cheios de botijões vazios sem previsão de normalização porque depende do abastecimento em outras regiões. Outro comerciante da área disse, no entanto, que ainda há produto suficiente nas lojas.


“Nós sempre trabalhamos com estoque para manter três dias. Então não tem porque se alarmar e estocar botijão de gás em casa”, afirmou o empresário Roberto Santana.
Leia mais
Postar um comentário