Radio Line e Rádio Ideias apresentam, Frequência de Classe 54

Projeto Sonho de Natal 2018




segunda-feira, 28 de maio de 2018

Petroleiros convocam greve, prejuízo com paralisação dos caminhoneiros ultrapassa R$ 10 bilhões


Petroleiros convocam greve de 72 horas a partir desta quarta-feira. 
A Federação Única dos Petroleiros anunciou uma paralisação para reivindicar a redução dos preços dos combustíveis e do gás de cozinha, bem como a saída de Pedro Parente da presidência da Petrobras. Outra exigência é a retirada de tropas das Forças Armadas que ocupam algumas refinarias da Petrobras para desobstruir o transporte de combustíveis. O Brasil vive hoje uma crise de abastecimento desencadeada pela greve dos caminhoneiros, que já chegou ao 7º dia.

Prejuízo com paralisação dos caminhoneiros supera R$ 10 bilhões. Calculado pelo jornal “Folha de S. Paulo”, o número é a soma das perdas estimadas em diversos setores. A indústria da construção é a mais atingida, com danos de R$ 2,4 bilhões, enquanto o setor de frangos e suínos já perdeu cerca de R$ 1,8 bilhão. Para a indústria automotiva, o estrago é de R$ 1,25 bilhão. Por enquanto, o rombo é quase o dobro dos R$ 5 bilhões que o governo deve transferir à Petrobras para tapar o buraco deixado pela redução do preço do diesel.

Preço do diesel nas bombas ficou 5,3% mais alto na semana, e governo propõe nova redução. Levantamento da Agência Nacional do Petróleo mostra que o valor médio do litro do combustível subiu de R$ 3,595 para R$ 3,788 na semana passada. No mesmo período, a Petrobras baixou o preço do diesel em mais de 10% nas refinarias — mas o repasse para o consumidor final depende dos postos. Ontem à noite, o presidente Michel Temer fez um pronunciamento anunciando um novo pacote de propostas para os caminhoneiros em greve, entre elas congelar por 60 dias a redução do valor do diesel na bomba em R$ 0,46 por litro.

Vale do Silício é 3º lugar com mais bilionários no mundo, atrás apenas de Nova York (103) e Hong Kong (93). Segundo uma pesquisa realizada pela Wealth-X, a região concentra 74 bilionários do setor de tecnologia, 14 a mais do que em 2016, e foi esse aumento que permitiu que o local ultrapasse Moscou e Londres (com 69 e 62, respectivamente). O relatório aponta que há 143 bilionários no mundo no setor de tecnologia, com patrimônio líquido médio de US$ 6 bilhões. Hoje existem 2.754 bilionários no mundo, aumento de 15% em comparação com o ano passado.

Comunicação lenta é o que mais irrita candidatos em processos seletivos. Quase 60% dos entrevistados em pesquisa da consultoria de recrutamento Robert Half afirmam que se frustram com a demora para saber os resultados da entrevista de emprego. No ranking de queixas ainda aparecem o excesso de etapas (48,6%) e a falta de comunicação sobre o funcionamento da seleção (48,2%). A resposta dos candidatos a esse tipo de falha é dura: mais de 43% se dizem dispostos a desistir da vaga se não receberem uma resposta em tempo hábil. O estudo ouviu mais de 9 mil profissionais pelo mundo, dos quais mil são brasileiros.

Ideia do dia: a transformação digital traz uma mudança nos estilos de liderança, diz Valdirene Teixeira, diretora de marketing e comunicação no Senac/SC. Isso porque o perfil de chefe que não gosta de ser contrariado e manda nas pessoas está com os dias contados. O novo líder dialoga, ouve — e só depois toma decisões.

“Na cultura digital as pessoas são as propulsoras da transformação, são elas que fazem a diferença. Ambientes colaborativos (...) pessoas com visão crítica e abertas ao aprendizado exigem uma nova forma de liderar. Não há mais espaço para os ‘chefes’ com cargos de liderança”
Por Claudia Gasparini e Natalia Fabeni
(Foto: MAURO PIMENTEL/AFP/Getty Images)

Postar um comentário