Radio Line e Rádio Ideias apresentam, Frequência de Classe 54

Esteja em dia com os tributos municipais e participe diretamente de nosso desenvolvimento


Clique na imagem e retire seu Carnê

terça-feira, 19 de dezembro de 2017

UFJ - Universidade Federal de Jataí

Plenário da Câmara aprova criação das Universidades Federais de Jataí e Catalão
A Câmara dos Deputados aprovou nesta Terça-Feira (19), em definitivo, a criação das Universidades Federais de Jataí (UFJ) e Catalão (UFC) a partir do desmembramento dos câmpus da Universidade Federal de Goiás já existentes nos municípios. A independência das unidades do Sudeste e do Sul goiano é uma bandeira do mandato do deputado federal Daniel Vilela (PMDB).

“Trabalhamos desde o primeiro ano do mandato nisto, com indicações, visitas e convencimento de ministros sobre a importância dos projetos. Hoje é dia de comemorar essa grande conquista”, afirma Daniel Vilela, autor das indicações ao Poder Executivo para que enviasse as matérias ao Congresso. O texto agora vai para o Senado Federal e, quando aprovado, seguirá para sanção presidencial.

“A aprovação na Câmara dos Deputados é uma grande conquista. O trâmite no Senado tende a ser mais rápido e a criação das universidades de Jataí e Catalão, com sua comunidade acadêmica voltada para as características de suas regiões, está em perto de se tornar realidade.”
O diretor da Regional Jataí da UFG, Alessandro Martins, acompanhou a votação no Plenário da Câmara. “É um momento importante para Jataí, para a UFG, que apoia o desmembramento, e para toda a região Sudoeste, a grande beneficiada. Acredito que isso eleva Goiás a um novo status educacional.”

Daniel Vilela agradeceu aos colegas de bancada, destacados pelos seus respectivos partidos para orientarem o voto favorável à criação das universidades e ao ex-prefeito de Jataí por quatro mandatos, Humberto Machado, presente no Plenário: "Quero fazer o registro da presença do ex-prefeito de Jataí por por quatro mandatos, Humberto Machado. Foi ele quem iniciou o primeiro convênio que viabilizou o custeio dos professores da UFG em Jataí."

Força na tramitação
Como a criação de universidades é ato exclusivo do governo federal, Daniel Vilela encaminhou, em 10 de março de 2015, ofícios sugerindo à União o desmembramento dos câmpus da UFG. A partir daí o parlamentar, acompanhado do reitor e dos diretores, fizeram visitas a ministros e dirigentes para mostrar a importância da proposta. Em maio de 2016 as propostas de lei foram enviadas e começaram a tramitar.

Em seguida o parlamentar aprovou requerimento para que fossem analisadas em regime de urgência. Coube ao próprio peemedebista a relatoria do texto na Comissão de Educação e na Comissão de Trabalho e Serviço Público. O parecer favorável foi aprovado em 15 de junho. “O trabalho do deputado Daniel Vilela foi fundamental para a aprovação célere. O gabinete dele se tornou nosso ponto de informações sobre a tramitação da proposta”, afirma o diretor da Regional Jataí. O reitor Orlando Amaral acompanhou o parlamentar em audiências no Ministério da Educação para tratar do tema.

Deputados goianos
Outros deputados goianos tiveram participação na tramitação e entenderam a importância das universidades para Jataí e Catalão. O deputado Fábio Sousa (PSDB) relatou uma das matérias na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). O deputado Lucas Vergílio relatou uma na CCJ e as duas na Comissão de Finanças onde foram aprovadas em maio de 2017.

Pouco depois, em julho, Daniel Vilela requereu e conseguiu que as matérias fossem incluídas na pauta do Plenário para votação. “A pauta do Plenário é bem volátil. Muitas vezes as discussões ficam travadas por Medidas Provisórias ou projetos polêmicos, mas ter os projetos de lei aqui significava que poderiam ser votados a qualquer momento”, explica.

“Conseguimos convencer o presidente da Casa, Rodrigo Maia, a incluir as matérias entre os primeiros itens da pauta, o que garantiu a votação hoje. A partir daí, era fazer o convencimento dos colegas pela aprovação. Tivemos êxito”, afirma Daniel Vilela. O parlamentar continuará a fazer gestão para acelerar a tramitação no Senado Federal.

Nenhum comentário: