Radio Line e Rádio Ideias apresentam, Frequência de Classe 54

Festival das Abelhas

Participe do maior festival do interior Goiano

segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

A politicagem e suas provocações (JN)

Deputado diz que Judiciário não terá peito para prender Lula às vésperas das eleições
Luis Cesar Bueno afirma que, se não fechar aliança com Daniel Vilela, o PT deve lançar candidato a governador

Opção
O deputado Luis Cesar Bueno diz que “o PT vai apoiar ou lançar uma chapa que banque a candidatura de Lula da Silva para presidente da República. Lula deve ter no mínimo 20% dos votos dos eleitores de Goiás, e pode chegar a 40%, conforme o quadro. Ele lidera todas as pesquisas de intenção de voto, em todos os cenários e em todas as regiões do Brasil. Friso que não há plano B. Quero ver se o Judiciário tem coragem de cassá-lo. Tirá-lo da competição é fraude, é judicializar o processo eleitoral, que já está complicado. Lula, disputando, ganha. A Justiça perdeu o timing. Se não conseguirem prendê-lo agora, não serão loucos de fazê-lo às vésperas das eleições”.

Inquirido sobre uma possível composição com o PMDB de Daniel Vilela e Maguito Vilela, Luis Cesar responde de maneira enigmática: “Qualquer candidato não vai querer menosprezar os votos que Lula tem em Goiás”. Depois, ressalva: “Uma aliança com Ronaldo Caiado, do DEM, é totalmente impossível. Assim como o PMDB não vai apoiar Caiado, porque não abre mão da cabeça de chapa. Caiado é esperto e, por isso, não aceitou se filiar ao PMDB. Deixaria de ser candidato no dia da filiação, como já aconteceu com Henrique Meirelles, Vanderlan Cardoso e Júnior Friboi.”

Na opinião de Luis Cesar, o PMDB vai para a disputa com Daniel Vilela ou com Maguito Vilela. “Eles conquistaram a hegemonia partidária e vão tentar mantê-la.” Se o PMDB de Goiás apoiar Lula da Silva para presidente, o PT aceitará uma composição local. “No entanto, nós não estamos atrás do PMDB. Até porque o PMDB é um dos partidos mais comprometidos com a corrupção. Basta mencionar nomes como Eduardo Cunha e Geddel Vieira. O PT fará alianças com o PMDB em vários Estados, mas em Goiás o quadro precisa ficar mais nítido. O que está definido é que teremos um palanque para Lula em Goiás e, se necessário, vamos lançar um candidato a governador.”

Luis Cesar frisa que é cedo para avaliações peremptórias do quadro eleitoral. “As pessoas estão detestando a política e os políticos. Se Newton Cruz sitiasse Brasília agora, com corredor polonês, o povo aplaudiria. Frequento feiras livres, em vários bairros, e ouço as pessoas com atenção. Elas dizem: ‘Todos os políticos são ladrões’. Há quem afirme: ‘Tenho nojo de política e não voto mais’”.

Nenhum comentário: