Radio Line e Rádio Ideias apresentam, Frequência de Classe 54

Pague seu tributo em dia e participe do desenvolvimento de nosso Município


quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Prefeito Humberto Machado em entrevista faz relato de governo e futuro político

"Gosto muito desta cidade e meu sentimento é de missão cumprida"

Por Gideone Rosa
Em entrevista concedida ao radiojornalista  Izalter Francisco o atual prefeito de Jataí, Humberto Machado, faz balanço dos quatro anos à frente do governo municipal.

Questionado sobre sua possível ida para compor o quadro de servidores no governo de Marconi Perillo à frente da AGETOP Humberto disse que seu relacionamento com o governador sempre foi muito bom mas que daí a assumir um cargo desta relevância, neste momento, não é conveniente. Justificando, o prefeito disse que se isso acontecesse não estaria sendo leal com seus companheiros como Maguito Vilela, Leandro Vilela e o deputado federal Daniel Vilela. Segundo ele Jataí deve muito a esses nomes e não deveria nunca, em momento algum, dar as costas a esses políticos. Somando a esses fatos mencionou o cansaço físico e psicológico. Sobre enxugar a máquina administrativa disse que não vê onde fazer esse enxugamento.

Folha de pagamento de Dezembro pode ser pago em Janeiro devido os trâmites normais que envolve todo final de exercício.

Saneago e Odebrecht

Para Humberto Machado o contrato é justo em se tratando do montante de investimentos que gira em torno de 50 milhões de reais, coisa que segundo ele, nas cidades comparadas, não há investimentos para os fins como tratamento do esgoto, tubulações,  trocas de sistemas de coleta e novas redes. Com relação às tarifas, no seu entendimento, não é abusiva devido aos investimentos previstos em contrato.

2 comentários:

Unknown disse...

Não é abusiva? Kkkk

BETO LEMOS disse...


Bom dia Gideone.

Me surpreende o Prefeito Humberto Machado ainda ser "leal" aos seus colegas políticos Maguito Vilela, Leandro Vilela e o deputado federal Daniel Vilela, tendo em vista que foi 'abandonado' nos seus projetos políticos de continuidade com um candidato de sua confiança, enquanto aqueles, apoiados pelo Caiado, lançaram o Priori como candidato às suas costas. Te juro que não vejo assim tanto "dever" da população de Jataí com esses nomes, vejo sim, ao contrário, o sobrenome "Vilela" se aproveitando de Jataí, da "naturalidade do Maguito" tornando aqui um curralzinho eleitoral da família. Por outro lado a questão da água (Saneago e Odebrecht) é no mínimo discutível... Não preciso lembrar que onde tem o nome Odebrecht, quase que diuturnamente se tem um caso de corrupção, fraude de licitação, engodo, jogadas e falcatruas. Hoje qualquer contrato licitatório, nos termos como foi feito esse por exemplo, com exploração por 20 anos, deve ser muito bem analisado, e principalmente, verificado a fundo, afinal, quem ganha com esse contrato? A População de Jataí que não, já que paga por um esgoto um absurdo valor sem a efetiva contraprestação da empresa. Ontem choveu à cantaros... o cheiro que vinha dos ralos de minha casa não eram de rosas... e convenhamos.. a Câmara de Vereadores também fez a parte dela... Hora de botarmos esse "esgoto" para cima da calçada e examinarmos esse "cadaver", está fedendo.. e muito... Municipalização JÁ, vamos trazer ao município, outra receita, e aos consumidores preço justo pelo serviço prestado (ou não).