quarta-feira, 27 de janeiro de 2021

Anel viário em Jataí terá obras efetivamente reiniciadas

Foto: Divulgação / Jataí News

O governo federal através do Dnit em Goiás publicou o aviso de licitação da obra.

Segundo o edital as propostas devem ser entregues a partir de hoje no site do órgão.

Para que se entenda o caso do Anel Viário em Jataí

Essa é uma obra federal que começou a ser construída a mais de 10 anos, nesse meio tempo foram vários os problemas enfrentados, tendo como primeiro deles o Sítio Arqueológico, avaliação das terras por onde passa o Anel abaixo do valor de mercado segundo os proprietários, obra suspensa devido o envolvimento da construtora Delta em corrupção em super faturamento, não apenas tudo isso, o fato envolvendo a estação de captação de água potável pela SANEAGO que está abaixo da ponte.

Sem o término do anel viário para a zona urbana de Jataí vem sofrendo sérios transtornos devido ao trajeto da BR 158 passar por dentro da cidade.

Tal estação de captação de água tem que ser removida e reinstalada acima da ponte por uma questão de segurança sanitária  sendo esse um grave problema que deve ser resolvido pela própria companhia de saneamento que tem em suas mãos uma obra avaliada em mais de 30 milhões de reais .

Veja abaixo o documento de licitação 

AVISO DE LICITAÇÃO

RDC ELETRÔNICO Nº 25/2021 - UASG 393011

Nº Processo: 50612002473202073. Objeto: Contratação de empresa (s) para EXECUÇÃO DAS OBRAS REMANESCENTES DE CONSTRUÇÃO E PAVIMENTAÇÃO DO CONTORNO DE JATAÍ NA RODOVIA BR-060, km 14,70 - km 23,60, uma carga do DNIT, sob um vôo da Superintendência Regional DNIT GO / DF, segundo as condições e especificações previstas no Edital e seus anexos. Total de Itens Licitados: 1. Edital: 27/01/2021 das 08h30 às 12h00 e das 13h30 às 17h00. Endereço: Av. 24 de Outubro, 311, Setor Dos Funcionarios - Goiânia / GO ou https://www.gov.br/compras/edital/393011-99-00025-2021. Entrega das Propostas: a partir de 27/01/2021 às 08h30 no site www.comprasnet.gov.br. Abertura das Propostas: 22/02/2021 às 09h00 no site www.comprasnet.gov.br.Informações Gerais: O Edital e demais informações pessoais por meio dos sítios http://www1.dnit.gov.

VOLNEI VIEIRA DE FREITAS

Superintendente Regional - Dnit Go / df

(SIASGnet - 25/01/2021) 393011-39252-2020NE800022

Link da fonte:

https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/aviso-de-licitacao-300908758

Governo de Goiás tenta conter avanço da Covid-19

Novo decreto visa minimizar as condições nas UTIs em todo Estado 

Novo decreto estabelece “Lei Seca” em Goiás

Por Thauany Melo 

Documento restringe comércio e consumo de bebidas alcoólicas em locais de uso público ou coletivo, entre 22h e 6h

Publicado em edição suplementar do Diário Oficial do Estado, o decreto nº 9.803 restringe o comércio e o consumo de bebidas alcoólicas em locais de uso público ou coletivo, entre 22h e 6h em todo território goiano. O documento foi assinado pelo governador Ronaldo Caiado.

Conforme o decreto, a fiscalização do cumprimento da norma será adotada pelas autoridades fiscais municipais competentes com o apoio das forças policiais estaduais.

O cidadão que descumprir as regras está sujeito às penalidades previstas no artigo 161 da Lei nº 16.140, de 02 de outubro de 2007, e demais normas de regência, em especial multa, interdição do estabelecimento e cancelamento do alvará sanitário.

Fiscalização

O governador pontuou que bares e restaurantes, bem como locais de festas e boates, foram identificados pela Secretaria de Estado da Saúde e órgãos de controle sanitário como os espaços de maior disseminação da Covid-19.

“E, se temos um vírus que se comporta com agressividade, é lógico que temos que estancar esse volume de contaminados”, esclareceu Caiado.

O governador também defendeu que a iniciativa é para antecipar um processo que pode causar uma situação delicada no país como um todo.

“Essa segunda cepa tem uma característica que nos preocupa enormemente: a transmissibilidade. Na primeira, a contaminação foi mais lenta. Agora, é muito maior”, explicou. “Isso demanda uma sobrecarga nos hospitais, de oxigênio, medicamentos e tudo mais. Não cabe a um governador, principalmente eu, que sou médico, ficar esperando as coisas acontecerem. Tenho que tomar providências”, acrescentou.

O secretário de Estado da Casa Civil, Alan Tavares, informou que a competência para regular o funcionamento do comércio em geral é dos municípios. “Desse modo, as autoridades fiscalizatórias locais terão apoio das forças policiais estaduais para adotar as medidas necessárias. Penalização, multa, cassação de alvará, interdição e outras medidas do tipo ficarão a cargo dos municípios”, reforçou.

Fonte: Jornal Opção

terça-feira, 26 de janeiro de 2021

Falecimento - É com pesar que noticiamos o falecimento de Sinaldo Ferreira

Sinaldo (de óculos e camiseta cavada)
 em momento junto à família
Faleceu hoje, nas primeiras horas da manhã, Sinaldo Ferreira.

Sinaldo por muitos anos foi sócio da Javel Veículos Limitada, dedicando sua vida ao trabalho à família sendo também um grande amigo de todos aqueles que estavam a sua volta.

Alegre, amava as músicas de Nelson Gonçalves e não só, cantava com a boa voz que Deus lhe deu e adorava um carteado (canastra) junto aos amigos. Sinaldo foi um exemplo de pai, de homem trabalhador, de amigo, de vizinho, sempre sorridente e a todo lugar que passava cumprimentava a todos.

Indo a pé para a "firma", era assim que ele se referia a empresa que trabalhou por tantos anos, Sinaldo sempre tinha uma palavrinha a dar aos amigos pelo caminho.

Sinaldo deixa muita saudade, hoje neste dia triste pedimos a Deus que console a sua família!

O velório está acontecendo no Memorial Alfaix e o sepultamento será às 13 horas no Cemitério Bom Pastor.


Saúde propõe lei seca e restrição a eventos para conter Covid-19 no estado

Foto: Reprodução

Autoridades discutem medidas mais severas para combate à pandemia em conferência

Por Isabel Oliveira 

A Superintendente de Vigilância em Saúde, Fluvia Amorim, destacou-se durante a videoconferência realizada na tarde desta segunda-feira, 25, preocupante com o quadro atual da pandemia no estado. Ela necessita de os municípios de adotar lei seca em bares após as 22 horas e restrição a eventos para conter a disseminação da Covid-19.

“É preciso que tenhamos medidas mais restritivas para os bares, por exemplo, a partir das 22h não vender mais bebida alcoólica. Os eventos também têm sido um grande problema, devido a aglomeração e a falta de cuidados sanitários e de saúde. São as questões que precisam ser discutidas ”, pontua.

Flúvia Amorim ainda apontou que há grande temor que a segunda onda seja pior que a primeira, como ocorreu em outros estados. Ela afirmou que há aceleração de transmissão em vários municípios goianos, como Jataí com a maior taxa, e Trindade, com a segunda maior. Goiânia, Aparecida de Goiânia, Rio Verde, Águas Lindas, Luziania, Novo Gama e Senador Canedo são outros municípios com alta taxa de transmissibilidade.

Enquete

Durante a videoconferência, o governador Ronaldo Caiado (DEM) propôs uma enquete para adoção das novas medidas restritivas pelos prefeitos para que não haja discrepância entre os municípios.

“Somente temos vagas em Rio Verde, Anápolis, Goiânia e Aparecida de Goiânia. Nestas cidades ainda não temos as Unidades de Terapia Intensiva (UTI) lotadas ”, apontou Caiado.

Lei Seca

O presidente da Federação de Comércio de Goiás (Fecomércio), Marcelo Baiocchi, se mostrou favorável à medida de restrição de horário nos bares e solicitou a ampliação de leitos no estado. Ele, no entanto, sugeriu que à medida que a contaminação diminua nas cidades haja revisão das medidas restritivas.

Fonte: Jornal Opção

Foto: Prefeitura de Goiânia

Senta que lá vem mais história

 

A história do termo "Tchê" 

Conheça Bagé

“Há quem goze de nosso uso do termo “TCHÊ”, ache até chulo-grosseiro este linguajar. Se soubessem a sua origem, aí abaixo relatada, talvez mudassem sua opinião.”

 Sotaques e regionalismos na hora de falar são conhecidos desde os tempos de Jesus. Todos na casa do sumo sacerdote reconheceram Pedro como discípulo de Jesus pelo seu jeito "Galileu" de se expressar.

 No Brasil também existem muitos regionalismos. Quem já não ouviu um gaúcho dizer: "Barbaridade, Tchê"? Ou de modo mais abreviado "bah, Tchê"?

 Essa expressão, própria dos irmãos do sul, tem um significado muito curioso.

 Para conhecê-lo, é preciso falar um pouquinho do espanhol, dos quais os gaúchos herdaram seu "Tchê".

 Há muitos anos, antes da descoberta do Brasil, o latim marcava acentuada presença nas línguas Europeias como o francês, espanhol e o português. Além disso o fervor religioso era muito grande entre a população mais simples.

 Por essa razão, a linguagem falada no dia, era dominada por expressões religiosas como: "vá com Deus", "queira Deus que isso aconteça", "juro pelo céu que estou falando a verdade" e assim por diante.

 Uma forma comum das pessoas se referirem a outra era usando interjeições também religiosas como: "Ô criatura de Deus, por que você fez isso"? Ou "menino do céu, onde você pensa que vai"? Muita gente especialmente no interior ainda fala desse jeito.

 Os espanhóis preferiam abreviar algumas dessas interjeições e, ao invés de exclamar "gente do céu", falavam apenas Che! (se lê Tchê) que era uma abreviatura da palavra caelestis (se lê tchelestis) e significa do céu. Eles usavam essa expressão para expressar espanto, admiração, susto. Era talvez uma forma de apelar a Deus na hora do sufoco. Mas também serviam dela para chamar pessoas ou animais.

 Com a descoberta da América, os espanhóis trouxeram essa expressão para as colônias latino-americanas. Aí os Gaúchos, que eram vizinhos dos argentinos e uruguaios acabaram importando para a sua forma de falar.

 Portanto exclamar "Tchê" ao se referir a alguém significa considerá-lo alguém "do céu". Que bom seria se todos nos tratássemos assim. Considerando uns aos outros como gente do céu.

 Um abraço, Tchê!

(Material da internet.)

A toda comunidade sulista, seja ela Gaúcha, espanhola, polaca, germânica ou italiana nossas homenagens a esse povo que contribuem substancialmente com a economia de nosso Município, Jataí.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2021

Lago JK chama atenção pelo número de visitantes durante a pandemia

Foto: Divulgação

Um dos maiores símbolos de Jataí o Lago JK um lugar aprazível com sua grande roda d´agua e o museu Memorial JK, centro de encontros, passeios, pic nics, exercícios físicos e pets à solta.

Em tempo de pandemia é compreensível que as pessoas não aguentam mais o confinamento e até mesmo o distanciamento social, embora para alguns nenhuma das duas situações fazem parte de seu comportamento desde que a pandemia começou, ou seja confinamento e distanciamento nunca existiram, e é aí que mora o perigo, o de se contaminar e de contaminar outras pessoas, inclusive da própria família.

Essa é uma das questões que chamam atenção para o Lago JK em nossa cidade.

Um outro fato vem também chamando a atenção, e que desperta preocupação, o perigo de alguns PETs à solta. É muito comum visitantes do parque irem e levarem seus animais para brincarem, porém está faltando alguns cuidados por parte dos tutores desses animais, cuidados como coleta das fezes, falta de coleiras e guias, e o pior, a falta de da focinheira para aqueles animais que mais oferecem perigo.

Na semana que passou um dos frequentadores do parque foi brutalmente atacado por um animal de grande porte, um cão PitBull que mordeu o braço seu braço, o acidente só não foi pior por que muitas pessoas por perto acudiu com rapidez.

O animal estava à solta sem a menor preocupação do tutor. 

Houve muita discussão devido a seriedade do caso, a vítima teve cortes profundos no braço e o dono animal ainda quis ter razão em defesa do cão PitBull.

O que se pede

Que o represente do *poder público tome providências no sentido de ter no parque a presença efetiva da GM, presença também da vigilância sanitária com campanhas e orientações sobre o tema Saúde Pública tanto no local como também através das mídias, que as pessoas sejam cuidadosas com seus animais, fazer uso de coleiras, guias, FOCINHEIRAS, e que coletem as fezes de seus animais.

Artigo - O agronegócio é o único caminho para crescer o país em meio à crise

Por *José Luiz Tejon Megido

Em meio à crise, o que temos de oportunidades no Brasil? O agronegócio. Temos tecnologia, produtividade e acessamos mercados internacionais; nos transformamos de um país importador de comida a um dos cinco maiores exportadores, além de abastecimento interno.

Mas isso basta? Não. Importante celebrar essas conquistas? Sim. Temos uma super safra neste ano e para 2021/22 nova promessa de safra ainda maior nos grãos. Ótimo. Mas isso basta para os próximos dez anos? Não.

Temos outro tanto do agronegócio brasileiro para desenvolver, da mesma forma como desenvolvemos este que nos permitiu exportar mais de US$100 bilhões e salvar a economia nos mantendo acima da tona da água.

Porém, apenas para nos incomodar – e os incômodos são as alavancas do que nos fazem progredir – basta ver a Holanda, um país do tamanho do estado do Espírito Santo e que muito nos ensina (como a colonização holandesa nos campos gerais do Paraná com as cooperativas Frísia, Castrolanda e Capal, e a cidade de Holambra em São Paulo, a 4ª maior cooperativa exportadora de flores do mundo).

Essa Holanda precisou fazer diques para o mar não a invadir. Eles exportam cerca de US$111 bilhões do seu agronegócio, aproximadamente US$10 bilhões a mais do que o Brasil.

Isso nos motiva a olhar todo potencial brasileiro dos lácteos, bioenergia, agrofármacos, hortaliças, legumes, flores, e a fruticultura tropical, um desejo do consumidor mundial.

O Brasil para crescer precisa dobrar de tamanho, o movimento total do agribusiness nacional; isto quer dizer, mais biosoluções, mais indústria, mais comércio, mais agroindústria e muito mais gastronomia e turismo agroecológico, além da bioeconomia nos biomas.

A Holanda nos inspira também com a logística extraordinária e o Porto de Rotterdam por onde passam produtos brasileiros para serem novamente exportados. Inovação, educação e sociedade civil organizada. O país é também um exemplo de cooperativismo. E, claro, uma sociedade avançada.

Agora mesmo, perante um grave erro do ministério e do primeiro-ministro holandês sobre cálculos relativos à previdência social, pediram demissão e saíram do governo. Ou seja, a legalidade acima das incompetências.

A Holanda nos inspira para dobrarmos o agro brasileiro de tamanho e, também, ao exemplo de seus líderes – erraram, pedem para sair. É a hora do agronegócio abraçar o país inteiro. E dobrar o PIB de tamanho.

O autor

José Luiz Tejon Megido, mestre em Educação Arte e História da Cultura pelo Mackenzie, doutor em Educação pela UDE/Uruguai e membro do Conselho Científico Agro Sustentável (CCAS)

Após 1ª dose, Israel vê queda de 60% em internações de idosos

Foto:  Divulgação
O país lidera a cobertura da vacinação contra a Covid no mundo com quase 40% da população vacinada.

Após a primeira dose da vacina Pfizer-BioNTech, que começou a cerca de três semanas, Israel registra queda de 60% nas hospitalizações de pessoas de 60 anos. O país lidera a cobertura da vacinação contra a Covid no mundo com quase 40% da população vacinada.

As informações foram publicadas no jornal “The Times of Israel”, que atribui o dado a fontes do Ministério da Saúde do país e aos dados do Maccabi Healthcare Services.

De acordo com o veículo, apesar de os efeitos completos da vacina da Pfizer serem completamente observados um mês após a primeira dose, o país já tem indicativos de uma queda drástica nos números  de infecções mesmo antes deste prazo. 

Segundo o jornal, números do instituto Maccabi Healthcare Services sugerem que as hospitalizações começaram a cair em Israel 18 dias depois que as pessoas passaram a tomar as primeiras doses.

A partir do 23º dia, revelou o Maccabi, houve uma queda de 60% nas hospitalizações de pessoas com mais de 60 anos — números obtidos após o monitoramento de 50.777 pacientes. A comparação foi feita com base na taxa de hospitalização logo após a aplicação da vacina. 


quinta-feira, 21 de janeiro de 2021

Instabilidade pode trazer mais chuvas

Nebulosidade sobre o Brasil

A circulação de vento sobre o Brasil, em vários níveis da atmosfera, estimulam a formação de áreas de nuvens carregadas em muitas áreas do Nordeste, da Região Norte, do Centro-Oeste e do Sul do Brasil, e também sobre parte dos estados de São Paulo e do Rio Grande do Sul.

Essas áreas de instabilidade ganham força nesta quinta-feira, 21, especialmente entre o Mato Grosso do Sul, Paraná e Santa Catarina e há risco de temporais nesses estados.

Previsão do tempo para 21/01/2021- quinta-feira

Quinta-feira com tempo instável, com muitas pancadas de chuva por quase todo país. Há risco de chuva forte em muitos estados brasileiros. O ar continua quente abafado por todo

país. A quinta-feira com sol, calor e sem previsão de chuva na região de Porto Alegre e no centro-sul do Rio Grande do Sul.

Tempo firme também com predomínio de sol no Grande Rio e no centro-norte fluminense, no Espírito Santo, no norte e leste de Minas Gerais, no interior da Bahia e na região de Petrolina, no sertão de Pernambuco.

Atenção para o tempo chuvoso no litoral de Santa Catarina, no Vale do Itajaí e no litoral do Paraná. Grandes volumes de chuva devem ser acumulados nessas regiões.

A chuva é mais frequente ao longo do dia sobre o Amazonas, Acre, Rondônia, no oeste e sul de Mato Grosso, em Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina e no norte do Rio Grande do Sul.

A região do Maranhão, Piauí, Ceará, o interior do Rio Grande do Norte, da Paraíba e de Pernambuco. Rápidas das pancadas de chuva, sem raios, acontecem na faixa litorânea desde o sul da Bahia até Natal .

Nas outras áreas do Brasil, a tendência é de que as pancadas de chuva aconteçam à tarde ou à noite.

Alertas meteorológicos para 21/1/2021

Atenção especial para o leste de Santa Catarina: perigo de ocorrência de temporais, com chuva muito volumosa no litoral de Santa Catarina, na Grande Florianópolis , no Vale do Itajaí, em parte do Planalto Norte catarinense. Potencial para queda de barreiras e enchente devido ao grande volume de chuva que se acumula sobre essas áreas nas últimas 48 horas.

Quinta-feira com alerta para temporais no centro-oeste e sul de Santa Catarina, no centro-oeste, sul e leste do Paraná, incluindo Curitiba , no norte do Rio Grande do Sul.

Alerta para temporais no centro-oeste sul de Mato Grosso do sul centro-oeste sul de Mato Grosso.

Alerta para temporais também em Rondônia, Amazonas, Amapá, no centro sul de Roraima, e também em Teresina nas áreas de divisa entre o Piauí e Maranhão.

Atenção para chuva moderada, com raios e possíveis rajadas de vento forte no Acre, no centro-oeste, sul e leste de São Paulo, no norte e leste de Mato Grosso do Sul, norte e sul de Mato Grosso, no Tocantins, a grande maioria das áreas do Pará.

Criadores de Montana agora tem representatividade

José Pavan Neto, presidente 
da AIC-MTN.

Criada a Associação Internacional de Criadores de Montana para disseminar a genética da raça.

A Associação Internacional de Criadores de Montana (AIC-MTN) foi criada oficialmente em 30 de setembro de 2020. A entidade começa seus trabalhos, originados no Programa Montana, com oito associados envolvidos no melhoramento genético da raça. O plantel atual é 10 mil matrizes e são comercializados 800 touros com CEIP por ano.


"Este é um grande passo para o desenvolvimento do Montana, que iniciou os trabalhos de seleção no Brasil na década de 1990. Desde então, já comercializamos mais de 18 mil touros certificados. Esse volume comprova o potencial da raça, que proporciona ganhos indiscutíveis a cada safra em termos de produtividade", afirma José Pavan Neto, presidente da entidade.

Pavan Neto representa a JP Agronegócios (Três Lagoas, MS). Além da propriedade, os demais associados são Calidad Genética (Campo Grande, MS), Estância da Gruta (Pelotas, RS), GBF Agropecuária (Aporé, GO), Granja Santo Antônio (Pelotas, RS), Montana DD (Abreulândia, TO), Montana MF (Ituiutaba, MG) e Programa Montana Pecuária (Mogi Mirim, SP).
"Estamos migrando do modelo de franquias para a uma associação com o objetivo de facilitar o acesso e democratizar a melhor genética Montana. Como entidade, estamos abertos ao ingresso de novos criadores, reduzindo custos e compartilhando informações genéticas dos animais", destaca Gabriela Giacomini, superintendente técnica da AIC-MTN.

Gabriela informa que a associação continua com o trabalho de seleção de touros e matrizes com Certificado Especial de Identificação e Produção (CEIP) – documento oferecido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento para projetos melhoradores. E também passa a prestar serviços de avaliação genética e acasalamento dirigido para os projetos pecuários que desejam apenas selecionar a raça, sem produção e venda de touros.

"Percebemos que havia a necessidade de facilitar o acesso dos nossos clientes à genética, pois muitos pecuaristas tinham vontade de se tornar criadores de Montana e avaliar melhor os seus rebanhos. Trabalhamos bastante para chegar a um modelo de associação que ajude a democratizar o acesso à raça", afirma Gabriela Giacomini.

Atualmente, o banco de dados de bovinos cruzados e compostos Montana conta com cerca de 390.000 animais avaliados à desmama, o que o torna o maior do mundo. Esse grande volume de informações, amparado na ciência, está à disposição dos associados e é a base da credibilidade que a AIC-MTN oferece para os criadores alcançarem o máximo potencial do rebanho.

Os pecuaristas interessados em se filiar à Associação Internacional de Criadores de Montana devem entrar em contato pelo email faleconosco@compostomontana.com.br. A AIC-MTN oferece condições especiais de lançamento para novos criadores até o fim do primeiro semestre de 2021, inclusive isenção da taxa de ingresso.

Aconteceu na Câmara Municipal de Jataí

Abertos os trabalhos da 20ª legislatura

Em cerimônia realizada nesta quarta-feira, dia 20, no plenário João Justino de Oliveira, foram abertos os trabalhos da 20ª legislatura da Câmara Municipal de Jataí. Devido à pandemia de Covid-19, os vereadores puderam levar apenas um funcionário cada, bem como foi permitida a presença de um representante de cada departamento administrativo. O uso de máscara foi obrigatório.

Fazem parte da nova legislatura, eleita para o período 2021-2024, oito parlamentares de primeiro mandato: Marina Silveira (Cidadania), presidente, Alessandra do Adote (MDB), vice, Durval Júnior (Republicanos), secretário, Carlinhos Canzi (Cidadania), Vicente Mantelli (PP), Marcos Patrick (DC), Genilson Santos (PSC) e Deuzair Parente (DC). Já Abimael Silva (PTC) volta para seu segundo mandato e Adilson Carvalho (MDB) foi reeleito pela 8ª vez consecutiva.

Em seu pronunciamento, a presidente Marina Silveira conclamou os colegas e os funcionários a proteger a Câmara, lembrando os problemas ocorrido na legislatura anterior. “Vamos trabalhar juntos, em parceria, com muito companheirismo, em prol de um bem maior”, solicitou. “Uma Câmara funcionando sem arestas, sem picuinhas e sem hostilidade poderá se concentrar em sua real finalidade, que é criar condições para que o município se desenvolva e se torne cada vez mais um lugar agradável, seguro e capaz de proporcionar aos seus habitantes a possibilidade de alcançar sua felicidade e realizar seus sonhos”.

Com o fim do recesso parlamentar, o expediente voltou ao normal no Palácio das Abelhas, que voltou a funcionar das 8 às 11 horas e das 13 às 17 horas. As primeiras sessões ordinárias de 2021 estão marcadas para o mês de fevereiro.

Região de Rio Verde será beneficiada com recuperação de rodovias

Enquanto isso, entra governo e sai governo e a GO 184 (Rodovia Filó Garcia) pede
socorro a anos.  Em 2017 Lissauer disse que essa rodovia seria totalmente recuperada

Lissauer confirma obras de recuperação asfáltica em duas rodovias.  

Viabilizados pelo presidente da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) junto à Goinfra, os serviços de reestruturação asfáltica em diversas rodovias da região Sudoeste foram confirmados após audiência com o titular do órgão, Pedro Sales.

 Lissauer Vieira (PSB), confirmou na manhã desta quarta-feira, 20, após audiência com o presidente da Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra), Pedro Sales, a execução de obras de recuperação asfáltica de diversas rodovias que cortam a região Sudoeste. Entre elas, a GO-174, que liga Rio Verde a Aparecida do Rio Doce e a GO-333, entre Rio Verde e Paraúna.  

As ordens de serviço para o início dos trabalhos já foram assinadas e vão ao encontro das necessidades dos produtores rurais da região de Rio Verde, considerada um dos principais polos de escoamento de grãos do estado.

Serão contempladas com os serviços de recuperação asfáltica a GO-410, entre Porteirão e Edeia; GO-164, que liga Acreúna a Paraúna; GO--210, entre o distrito de Venda Seca e Porteirão; GO-333, que liga Rio Verde e Paraúna; GO-325, entre Arantina e Santa Helena e a GO-174, importante via que liga Rio Verde ao município de Aparecida do Rio Doce.  

O anúncio oficial do início desses serviços será formalizado na manhã desta quinta-feira, 21, pelo presidente Lissauer durante solenidade de entrega de benefícios na prefeitura de Rio Verde. Entre eles, o repasse de R$ 1 milhão para o Hospital do Câncer do município. Durante o ato, será anunciada ainda a retomada da construção do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case), outra obra também viabilizada pelo chefe do Poder Legislativo. 

quarta-feira, 20 de janeiro de 2021

Como era de se esperar rotatórias começam a ser removidas.

Prefeitura de Jataí realiza retirada de algumas rotatórias que foram construídas na cidade


Por Nicolas Mardem

A Prefeitura de Jataí, através da Superintendência Municipal de Trânsito, por meio do Superintendente Carlos Luís Silva, e com o apoio da Secretaria de Obras do Município, iniciou ontem (18) a retirada de algumas rotatórias que foram construídas na cidade.

A Rua Bento Paneago voltou a ser mão dupla e foi removida a rotatória colocada na Rua José de Carvalho, ao lado do Hospital Padre Tiago. Além disso, foi retirado a rotatória na Rua Miranda de Carvalho com a Rua Benjamin Constant, sendo que neste local será implantado um semáforo.

A Prefeitura de Jataí, cuidando dos condutores do município!